Agronegócio

Missão da OIE inspeciona o Paraguai

As inspeções têm o objetivo de determinar as causas que levam à aparição da aftosa
Por: -Redação
4 acessos

Uma missão da Organização Internacional de Epizootias (OIE) começou no sábado (09-12) uma inspeção no Paraguai como parte de estudos técnicos centrados no Cone Sul para analisar a aparição de casos de aftosa. Fontes do Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (Senacsa) do Paraguai disseram que essas inspeções têm o objetivo de determinar as causas que levam à aparição de febre aftosa, como ocorreu meses atrás na Argentina e no Brasil.

Os estudos da OIE, que durarão até hoje (11-12), prevêem reuniões com técnicos do Senacsa, que deverão apresentar os documentos que credenciam o Paraguai como país livre de aftosa com vacinação, status que mantém há vários anos. O valor das exportações paraguaias de carne bovina chegou a US$ 350 milhões em 31 de outubro, segundo estatísticas do Senacsa. O setor de carne paraguaio, que exporta para cerca de 60 países, é o mais importante do país, depois da soja.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink