Missão dos EUA conclui auditoria em frigoríficos brasileiros

Agronegócio

Missão dos EUA conclui auditoria em frigoríficos brasileiros

A missão veterinária do USDA concluiu hoje a auditoria realizada em 16 frigoríficos e 10 laboratórios de 9 estados
Por:
1 acessos

A missão veterinária do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos concluiu nesta quinta-feira (14-04) a auditoria realizada em 16 frigoríficos e 10 laboratórios de nove estados para verificar o cumprimento pelo Brasil das normas de equivalência sanitária entre os dois países. No relatório preliminar entregue ao secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Gabriel Maciel, os técnicos norte-americanos apontam deficiências no sistema brasileiro de inspeção e fiscalização de produtos de origem animal. “Agora, temos um prazo de 60 dias para fazer os ajustes recomendados pelos Estados Unidos”.

Entre as deficiências constatadas pela missão, está a falta de um programa permanente de capacitação de pessoal de fiscalização e de laboratório, informou Maciel. Os técnicos do Departamento de Agricultura dos EUA apontaram ainda a necessidade de compatibilizar os sistemas de análises de resíduos dos dois países. “Nós usamos a urina dos animais para fazer o exame, e os Estados Unidos, o fígado. Precisamos nos adequar ao procedimento adotado por eles”, disse o secretário, acrescentando que a auditoria foi realizada, nas últimas cinco semanas, nos frigoríficos que exportam carne cozida para os EUA.

O relatório final da auditoria só será concluído pelo Departamento de Agricultura dos EUA depois que o Brasil enviar as respostas para todos os questionamentos, indicando as providências adotadas pelo Mapa. De acordo com Maciel, o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, vai discutir a relatório preliminar da missão com o seu colega norte-americano, Mike Johanns, na próxima semana, em Washington.

O secretário revelou também que o Mapa desabilitou, durante a auditoria norte-americana, cinco frigoríficos exportadores de carne cozida para os EUA. Segundo ele, esses estabelecimentos não estavam cumprindo os procedimentos recomendados para a produção de origem animal. Ele afirmou ainda que o Mapa poderá descredenciar, num prazo de 30 dias a contar da visita da missão, outros frigoríficos que estiverem em desacordo com as normas sanitárias.

Durante a auditoria, a missão do Departamento de Agricultura dos EUA também desabilitou outros três frigoríficos, impedindo-os de atender aquele mercado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink