Missões da União Européia inspecionam carnes no Brasil
CI
Agronegócio

Missões da União Européia inspecionam carnes no Brasil

Terminou na quinta-feira missão de inspeção que avaliou a produção de frango
Por:

Uma missão da União Européia com seis técnicos do Escritório Alimentício e Veterinário (FVO) chegou ao Brasil na quarta-feira (14-03) para uma viagem de inspeção aos estabelecimentos vinculados à exportação de carne bovina no País. A comitiva, chefiada pela veterinária Frankie de Dobbelaire, reuniu-se quarta e quinta-feira com a Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para definir um cronograma de 13 dias de vistorias a estabelecimentos produtivos e serviços sanitários brasileiros.

As visitas técnicas, que começaram nessa sexta-feira, prosseguirão até dia 27 de março, quando ocorrerá nova reunião com a SDA para avaliar os resultados da inspeção. Os integrantes da missão dividiram-se em três grupos.

Uma equipe dirigiu-se a Santa Catarina, para conhecer entrepostos de fronteira e o controle de trânsito de animais na região. No dia 18, viaja ao Rio Grande do Sul para inspecionar estabelecimentos de abate e o sistema de certificação de produtos locais. Fecham, por fim, a visita com a inspeção de um estabelecimento de abate em Goiás.

Outra equipe visitará entrepostos frigoríficos em São Paulo e, entre os dias 19 e 26, inspecionará matadouros frigoríficos, certificadoras, postos de fronteira e serviços veterinários no Estado de Mato Grosso. A terceira equipe visitará os mesmos tipos de estabelecimento no Estado de Goiás (até 22 de março) e, depois, em Minas Gerais (até 26 de março).

“O objetivo desta missão é avaliar, sobretudo, as medidas do Governo Brasileiro no controle da febre aftosa e a eficácia do sistema de rastreabilidade da carne exportada à União Européia”, afirmou Ari Crispim, coordenador-geral de programas especiais da SDA.

Aves – Terminou na quinta-feira outra missão de inspeção sanitária da União Européia ao Brasil, desta vez para avaliar a produção nacional de frango. Chefiada pelo veterinário Bruno Brigadeau, a comitiva reuniu-se com técnicos da SDA para apresentar as conclusões das vistorias feitas entre 5 e 15 de março nos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

O objetivo da missão, segundo Paulo Armendares, da SDA, foi avaliar o funcionamento do sistema de inspeção de carnes de aves implantado recentemente no País, que obteve a aprovação dos técnicos europeus, embora com sugestões de melhorias na gestão de veterinários credenciados e na metodologia de aviso e solução de eventuais casos das doenças, como Newcastle e influenza aviária.

“A reunião foi positiva porque fez considerações sobre deficiências que podem ser corrigidas rapidamente”, afirmou Armendares. “Os próprios técnicos europeus afirmaram que as deficiências são compreensíveis por causa da transição ocasionada pela implantação do novo sistema.”

Os técnicos da União Européia deram prazo de 20 dias para apresentar ao Brasil relatório final com os achados sobre aves. Depois disso, a SDA terá 25 dias para apresentar resposta às alegações, antes que as autoridades européias se posicionarem quanto ao relatório. Segundo Ari Crispim, o prazo de 20 dias para a apresentação do relatório inicial é um bom sinal: “Quando há um problema sério, não demora mais que 10 dias para enviarem o relatório inicial.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink