Monitoramento da climatização à distância
CI
Agronegócio

Monitoramento da climatização à distância

Tecnologia monitora a climatização para avicultura e suinocultura
Por:
Tecnologia inédita no país foi desenvolvida em Passo Fundo e permite o monitoramento da climatização para avicultura e suinocultura por meio
 
A Fancontrol já está no mercado há oito anos, desenvolvendo controladores para climatização e automação de aviários e criações de suínos. A empresa tem a filosofia de desenvolver todos os seus produtos em Passo Fundo, desde projetos eletrônicos e de software, até montagens mecânicas, e, por isso, surgiu a necessidade de dar mais um passo para a evolução tecnológica deste setor, que é o monitoramento a distância. Com esta proposta, o engenheiro eletricista Renato Philippsen , juntamente com o sócio fundador Ricardo Schleder Tozetto, também engenheiro eletricista, criaram um sistema capaz de tornar o trabalho do produtor mais eficaz e cômodo, aumentando assim a sua produtividade.

O projeto já vem sendo desenvolvido há cerca de um ano. Agora, com o sistema funcionando e já implantado em algumas propriedades parceiras da empresa, está em fase de aprimoramento.

Conforme Philippsen, o projeto foi desenvolvido basicamente por duas pessoas, com a principal intenção de inovar, tecnologicamente a produção avícola e suína no país. “O Brasil tem um potencial muito grande nesta área, porém nossos processos ainda são pouco eficientes, sendo muitas vezes, praticamente artesanais. Esta tecnologia vem para tornar estes processos mais ágeis e produtivos”, explica.

Sistema
A tecnologia já está disponível no mercado. O produtor pode visitar a Fancontrol para conversar e escolher qual o método mais recomendado para a sua necessidade. “Nosso sistema de monitoramento e controle conta com duas metodologias de comunicação. A primeira é via cabo. A comunicação via cabo permite que o computador esteja a até 1200 metros de distância dos galpões de criação. Este método é mais indicado para lugares onde não exista a possibilidade de instalação de internet. O segundo método é a comunicação via internet. Neste caso, o galpão de criação e o centro de controle onde vai ficar o computador devem ter acesso à internet. Via internet, não existe limitação de distância”, explica.

Nos dois sistemas, um software, desenvolvido, é instalado no computador do produtor. Este software, batizado como CCR, reúne todas as informações referentes ao controle do galpão, possibilitando o monitoramento e também o controle. O CCR permite que múltiplos galpões sejam conectados, sendo esta a principal vantagem, já que em um único computador, o produtor terá todas as informações referentes a todos os seus galpões, e ainda, terá o controle dos mesmos.

Benefícios
De acordo com o agrônomo da Emater de Gentil, João Carlos Balotin, no município há cerca de 50 aviários, mas no Estado o número é muito superior.

Segundo ele, o acesso a internet é facilitado no campo. Porém, quem mais utiliza a tecnologia são produtores de grãos. “Mas isso não impede que os avicultores e suinocultores também passem a utilizá-la”, destaca.

Segundo ele, em um aviário sem tecnologia, o agricultor precisa ir de 10 a 15 vezes controlar a temperatura e ventilação – que são atividades manuais.

Por isso, esse controlador acaba sendo uma tecnologia que traz benefícios ao produtor, maximizando a mão de obra e tornando o resultado do lote final mais vantajoso. “A tecnologia acaba sendo um investimento que trará, ao longo do tempo, mais lucratividade ao produtor”, comenta Balotin.

Para o presidente da ACSURS, Valdecir Luis Folador, a tecnologia vem em bom momento. "Sem dúvida, é uma tecnologia muito importante, pois ajuda a ter o completo controle da temperatura interna tanto das granjas de suínos quanto de aves. O controle é automático, então, baixou ou subiu a temperatura do ambiente, o sensor identifica imediatamente e faz o trabalho na hora exata em que está acontecendo a variação. Isso vai criar melhor ambiência possível a cada minuto dentro da granja, no local onde estão alojados os animais. Além disso, oferece um maior bem-estar animal, o que traz consequências positivas para o melhor desenvolvimento dos animais: melhor ganho de peso, melhor conversão alimentar. Numa criação de suínos significa melhor rentabilidade, melhores ganhos e redução de custos ao produtor”, destaca Folador.

Ele diz que a internet está cada vez mais difundida no meio rural, porém, é difícil quantificar. O Estado do Rio Grande do Sul conta hoje com cerca de 10 mil produtores de suínos em mais de 300 municípios.
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.