Monsanto investe em variedade para combater lagarta da soja

Agronegócio

Monsanto investe em variedade para combater lagarta da soja

A Monsanto investirá cerca de US$ 28 milhões no Brasil, em um prazo de cinco anos, para o desenvolvimento de uma nova tecnologia
Por:
88 acessos

A Monsanto investirá cerca de US$ 28 milhões no Brasil, em um prazo de cinco anos, para o desenvolvimento de uma nova tecnologia aplicada na soja, em que combina a resistência a insetos-pragas a uma segunda geração de tolerância a herbicidas à base de glifosato para combater a lagarta da soja e aumentar a produtividade da lavoura. A tecnologia é a primeira a ser desenvolvida para mercados externos aos Estados Unidos, com foco exclusivo aos países da América do Sul onde a incidência dessas pragas é recorrente.

A nova soja será resistente à lagarta da soja (Anticarsia gemmatalis), praga que ataca predominantemente as lavouras do Brasil e Argentina, e causa prejuízos da ordem de US$ 300 milhões ao ano no Brasil apenas com o seu controle. Com uma perda de produtividade média de 7%, esse valor pode subir para US$ 1 bilhão ao ano. O custo para o controle dessa praga hoje é da ordem de US$ 14/há. O respeito à propriedade intelectual observado no País foi determinante para a empresa decidir pelos novos investimentos.

Os recursos serão aplicados na abertura de três novas estações de pesquisa - localizadas em Tocantins, Paraná e Rio Grande Sul -, para a pesquisa desta nova soja e de novos germoplasmas de soja adaptadas às regiões Norte, Centro e Sul, respectivamente, e na ampliação e melhoria das unidades de pesquisa localizadas nas regiões sojicultoras. Parcerias com empresas e institutos de pesquisa nacionais também serão estabelecidas.

A nova soja combinará a tecnologia Bt e a nova geração da tecnologia Roundup Ready®. Desta forma, a tecnologia Bt foi introduzida na soja para torná-la resistente à lagarta da soja. Já a Roundup Ready2YieldTM é uma evolução da atual tecnologia RR já adotada por produtores brasileiros, argentinos, uruguaios e paraguaios, que consiste em tornar planta tolerante a herbicidas à base de glifosato.

Porém, diferentemente da primeira geração, a soja Roundup Ready2YieldTM foi desenvolvida por meio da identificação de regiões específicas no DNA da soja que possuem impacto positivo em sua produtividade. Com avançadas tecnologias de inserção e seleção, o gene Roundup Ready® foi inserido em uma das regiões. O resultado é a capacidade da tecnologia Roundup Ready2Yield™ de oferecer uma vantagem de 7% a 11% na produtividade da planta, dados esses obtidos após análises comparativas durante três anos de estudos de campo nos Estados Unidos. As informações são da assessoria de imprensa da Monsanto.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink