Monsanto paga US$ 6,7 milhões por laboratórios

Agronegócio

Monsanto paga US$ 6,7 milhões por laboratórios

Os ativos adquiridos fazem parte de um acordo de seis anos, de US$ 55 milhões, entre as empresas
Por:
1 acessos

A Monsanto, maior empresa mundial no desenvolvimento de sementes transgênicas, adquiriu da Icoria alguns laboratórios que manipulam genes, por US$ 6,75 milhões, a fim de expandir suas pesquisas sobre as características das sementes.

A Monsanto também alugou o setor de pesquisa da Icoria, em sua sede de Research Triangle Park, na Carolina do Norte, oferecendo empregos para a maioria de seus 60 funcionários, envolvidos no programa de genoma agrícola.

Os ativos adquiridos fazem parte de um acordo de seis anos, de US$ 55 milhões, entre as empresas. Desde 1999 esse acordo ajuda a Monsanto a identificar novos genes para melhorar o nível de crescimento e reforçar a resistência do milho e da soja. A Icoria se desfaz de seus ativos agrícolas e de um terço de seus empregados, para se concentrar na descoberta de medicamentos para o tratamento do diabetes, obesidade e doenças do fígado.

O acordo "nos permite levar para dentro de nossa empresa a grande capacidade da Icoria, contribuindo para que a Monsanto identifique e desenvolva novos genes para as colheitas em áreas como de agronomia, aumente o conteúdo alimentício, e melhore a produtividade", disse Stephen Padgette, vice-presidente do setor de biotecnologia.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink