MOBILIDADE

Monsanto vai usar sensor portátil de pestes e patógenos

Ferramenta baixa custos eliminado a obrigação de levar amostras aos laboratórios
Por: -Leonardo Gottems
1165 acessos

A Monsanto anunciou ontem (31.10) um novo acordo global com a Two Pore Guys, uma empresa fabricante de um dispositivo móvel para diagnósticos e testes. O acordo permite à empresa de biotecnologia avaliar a performance de suas novas tecnologias tanto em laboratórios como nas condições de campo detectando cultivos, pestes e patógenos. O aparato, um biosensor de moléculas que é preciso, barato e tão fácil de usar quanto um "monitor de glicemia".

O dispositivo inovador pode ser usado pode ser testado em qualquer molécula em humanos, animais, plantas e no ambiente natural. O aparelho é pequeno e à bateria, o que permite ser usado no campo e reduz o custo de testes, eliminado a obrigação de levar aos laboratórios. O dispositivo pode ser usado para quantificar transgênicos, fazer impressão digital de IPs, ajudar nos cruzamentos, monitoras patógenos, etc.

A tecnologia da Two Pore Guys também pode ser usada para detectar e avaliar traços de interesse como mutações genéticas, inseções ou modificações com um alto nível de sensibilidade e especificações. Para os produtores, a plataforma aberta permite detectar pragas e doenças com uma pesquisa básica e também desenvolvimento para propósitos comerciais. As pesquisas poderão ser muito específicas para o uso na lavoura.

"A Monsanto está olhando para frente para avaliar a plataforma da Two Pore Guys, que é rápida e portátil, na detecção das nossas operações de testes", disse Tom Adams, vice-presidente e líder biotecnologia da Monsanto. "Avanços na agricultura moderna são cada vez mais empurrados pelas inovações em biologia, ciência de dados e digitalização. Tecnologias como essas são consistentes para entregar um produto mais produtivo e sustentável para a agricultura", concluiu Adams.

A Two Pore Guys é de Santa Cruz, Califórnia, e atende também os mercados militar, telemedicina, farmacêutico e de meio ambiente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink