Monsoy coloca quatro novas cultivares de soja no mercado
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)


Agronegócio

Monsoy coloca quatro novas cultivares de soja no mercado

Por: -Admin
506 acessos

A Monsoy, empresa que pesquisa, desenvolve e comercializa as variedades de soja da Monsanto, está colocando no mercado quatro novas cultivares para a safra 2004/05. Elas são direcionadas, exclusivamente, para os produtores do Norte do Mato Grosso, Sudoeste de Goiás, Triângulo Mineiro, Norte do Mato Grosso do Sul e Norte de São Paulo. São elas a M-SOY 7894, M-SOY 7900, M-SOY 8211 e M-SOY 8222.

Lançamentos

M-SOY 7894 – cultivar de hábito de crescimento indeterminado, recomendada para o Sudoeste de Goiás, Triângulo Mineiro, Norte de São Paulo e Norte do Mato Grosso do Sul. Em razão de seu ciclo rápido (105 a 110 dias), permite o plantio do milho safrinha. Tem tolerância ao Nematóide de Galha.

M-SOY 7900 – cultivar de hábito de crescimento indeterminado, permite o plantio de safrinha. Recomendada para o Sudoeste de Goiás, Triângulo Mineiro, Norte de São Paulo e Norte do Mato Grosso do Sul.

M-SOY 8211 – cultivar de alta produtividade e estabilidade, recomendada para a região Sudoeste de Goiás, Triângulo Mineiro, Norte de São Paulo e Norte do Mato Grosso do Sul.

M-SOY 8222 – cultivar de ciclo rápido (108 a 110 dias), indicada para o plantio antecipado na região Norte do Mato Grosso, o que permite o cultivo de milho safrinha. Tolerante ao Nematóide de Galha.

A cultivar M-SOY 8222 teve sua origem genética produzida na unidade da Monsanto em Morrinhos (GO), mas foi em Sorriso (MT) que teve suas pesquisas finalizadas. “Isso nos permitiu concluir que é um produto de alto desempenho agronômico e alta produtividade, que pode ser semeado pelos produtores do Mato Grosso e possibilita o cultivo de milho safrinha na sequência, em razão de sua precocidade”, afirma Claudiomir Abatti, gerente de Pesquisa da unidade de Sorriso. “Trabalhamos fortemente em busca de resultados de produtividade”, completa.

Segundo Abatti, a equipe de melhoristas e agrônomos da unidade de Sorriso também melhor adequou as indicações de cultivo das cultivares que a Monsoy já tem no mercado para o Estado. Para isso, foram feitas pesquisas em diversos locais de ensaios que dão apoio à unidade, em 15 municípios do Mato Grosso, que representam a região produtora de soja. “Dessa forma, checamos se aquela cultivar está de acordo com aquela região ou não”, explica.

Dadas as boas condições climáticas, foi possível instalar campos de ensaio na melhor época, entre outubro e novembro de 2003, na nova unidade de Sorriso, o que permitiu que os pesquisadores reunissem um grande volume de informações das cultivares da Monsoy disponíveis para o Norte do Brasil. “Este conjunto de estudos traz segurança para determinar as melhores indicações de plantio para cada cultivar, tanto as antigas quanto novas, dando mais segurança ao agricultor para utilizar aquela cultivar mais adequada para a sua lavoura”, declara Abatti.

Mercado

“Os produtos gerados na unidade e as informações de pesquisa estão atendendo à expectativa dos produtores, que estão satisfeitos com o resultado obtido com nossas cultivares”, afirma Abatti. “Continuamos com um trabalho forte da pesquisa incorporando novas metodologias e práticas inovadoras no programa de melhoramento genético de soja da Monsoy para que a estação contribua ainda mais com o aumento de produtividade, através do lançamento de novas cultivares, safra após safra. A cada ano a quantidade de novos produtos tem confirmado o aumento do ganho genético gerado pela pesquisa que se traduz num aumento da produção de soja do Mato Grosso”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink