Movimento em prol das abelhas vira causa do Sindiveg
CI
Imagem: Pixabay
MEIO AMBIENTE

Movimento em prol das abelhas vira causa do Sindiveg

Colmeia Viva terá comitê específico
Por: -Leonardo Gottems

O Movimento Colmeia Viva, iniciativa do setor de defensivos agrícolas para proteger as abelhas, agora vai virar uma causa das 26 empresas que compõem o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg). O Movimento acabou de entregar os resultados de ações de seu Compromisso 2020, que foi plenamente cumprido. 

“O Sindiveg trabalha sempre buscando o uso racional e correto dos produtos da indústria de defensivos agrícolas. Age também para levar boas práticas a toda a cadeia produtiva do agronegócio. O Movimento Colmeia Viva surgiu como resultado desses esforços. Trata-se de um importante projeto, que permite à indústria, como um todo, orientar com eficácia a convivência entre os defensivos agrícolas, a agricultura e a apicultura”, salienta Fabio Torretta, CEO da empresa UPL e líder do Comitê de Uso Correto e Seguro do Sindiveg. 

De acordo com o executivo Júlio Borges Garcia, a entidade exerce governança sobre o Colmeia Viva desde a concepção do movimento, mas agora terá um formato de um comitê específico, tendo por objetivo ampliar esforços estratégicos na relação agricultura-apicultura. “O diálogo entre agricultor e apicultor é a chave do sucesso na proteção de cultivos e abelhas”, resume Garcia. 

“A missão do movimento será estendida no sentido de fortalecer esta coexistência e fomentar benefícios mútuos dessa convivência, como mais produtividade e rentabilidade. O Colmeia Viva continuará a agir para garantir o direito básico de alimentação das pessoas, protegendo as abelhas e o meio ambiente”, completa. 

Segundo a engenheira agrônoma Rhaissa Michievicy, uma das primeiras medidas que serão anunciadas pelo Sindiveg, ante a integração do movimento ao Comitê de Uso Correto e Seguro, será a seleção de profissionais especialistas na relação entre agricultura e abelhas. “Colmeia Viva tem ajudado a reduzir significativamente casos de mortalidade de abelhas por mau uso de defensivos agrícolas. O movimento segue engajado nesta missão ainda mais fortalecido no âmbito do Comitê de Uso Correto e Seguro”, ressalta. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink