Movimento no Porto de Santos bate recorde em fevereiro


Agronegócio

Movimento no Porto de Santos bate recorde em fevereiro

Por: -Admin
1 acessos

O Porto de Santos (SP) registrou novo recorde de movimentação de carga em fevereiro. Foram 3.656.352 toneladas, 33,5% a mais do que em fevereiro de 2002. O recorde anterior, de 3.232.117 toneladas, era de fevereiro de 2001. No acumulado de janeiro a fevereiro, o porto cresceu 18 63% em comparação ao acumulado no mesmo período de 2002.

As cargas de exportação cresceram em fevereiro 43,45% em relação ao segundo mês de 2002, para 2.034.849 toneladas. As exportações nos dois primeiros meses do ano aumentaram 21,47%, para 4.133.931 toneladas. Elas superaram as importações, que somaram 3.135.963 toneladas em janeiro e fevereiro, 15,08% a mais do que nos dois primeiros meses de 2002.

Hoje, com 26% das importações e exportações, Santos é o principal porto do País. Do total de US$ 9,806 bilhões de exportações brasileiras em janeiro e fevereiro deste ano, US$ 2 574 bilhões foram escoadas pelo porto santista, com um índice de participação de 26,24%. Dos US$ 7,523 bilhões importados pelo País, US$ 1,896 bilhão chegaram por Santos nesses dois primeiros meses do ano, representando 25,20%.

Em nota divulgada hoje, o presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), José Carlos Mello Rego, credita os índices de crescimento à atuação mais agressiva do governo federal na política de comércio exterior e à melhoria da logística ferroviária no porto. O corredor ferroviário da Ferronorte ligando o Mato Grosso a Santos trouxe vantagens em termos de custo e velocidade de transporte, segundo ele. No complexo soja (grãos e farelo), por exemplo, Santos embarcou 7,7 milhões de toneladas em 2002. Para este ano, está previsto um crescimento em torno de 29%, chegando-se a 10 milhões de toneladas.

Segundo a Codesp, as empresas Cosan e ADM estão investindo na capacidade de recepção dos grãos. A ADM está construindo um armazém para descarga de vagões, que deverá incrementar em cerca de 750 toneladas/hora a capacidade de descarga para o seu terminal. A previsão é que essa obra esteja concluída ainda nesta safra.

Já a Cosan investiu em 2002 na construção de um armazém para descarga de vagões e caminhões. A Cargill também tem planos de ampliar a capacidade de recepção e expedição desses produtos em Santos. Com um movimento anual em torno de 3,5 milhões de toneladas, ela espera atingir 5 milhões de toneladas, por ano.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink