Movimento Pró-logística MT cobra agilidade nas obras
CI
Agronegócio

Movimento Pró-logística MT cobra agilidade nas obras

Hidrovia Teles Pires – Tapajós reduziria cerca de 40% no custo do frete
Por:
A hidrovia Teles Pires – Tapajós é uma das frentes que o Movimento Pró-logística MT, encampa para que o escoamento da safra do Estado seja facilitado e barateado. O novo modal de transporte reduziria cerca de 40% no custo do frete. O impacto ambiental também será menor, pois haverá menos consumo de combustível. Segundo o Coordenador Executivo do Movimento, Edeon Vaz Ferreira, neste momento já está sendo licitado o Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA). O projeto deve levar 18 meses para ser concluído nos rios Juruena, Arinos, Teles Pires e Tapajós. “A hidrovia Teles Pires- Tapajós será a partir de Sinop até Santarém e terá a extensão de 1.576 quilômetros”, explicou Edeon.

Outras prioridades do Movimento são a conclusão das BRs 163 e 158 e, ainda, a implantação e pavimentação das BRs 242 e 080. A implantação da Ferrovia de Integração do Centro Oeste (Fico) também está em pauta. A finalização da BR 163 é uma luta antiga dos produtores rurais de Mato Grosso. Segundo Edeon Vaz Ferreira, a pavimentação entre Guarantã do Norte, em MT, e Santarém, no Pará, deve estar concluída até o final de 2013. A BR 158 tem um diferencial, porque há uma reserva indígena no meio do caminho. O trecho de Barra do Garças (MT) até a reserva fica pronto ainda neste início do ano, e da reserva até a divisa com o Pará em meados de 2013. Os projetos de pavimentação no contorno da reserva indígena, um trecho de 185 quilômetros, ainda estão sendo elaborados.

A BR 242, a chamada Leste-Oeste, que liga a BR 163 à BR 158, está em obras. De acordo com Edeon Vaz Ferreira, o trecho entre Nova Ubiratã e a comunidade de Santiago, na MT 130, fica pronto ainda este ano. Da rodovia estadual até o município de Querência ainda está em fase de projeto. Já a pavimentação de Querência à BR 158 está concluída. Já na BR 080 foi contratado em março de 2011, os projetos básico executivo e ambiental e a empresa responsável tem 510 dias para entregar.

Em relação à ferrovia, Edeon diz que está sendo licitado entre fevereiro e março o projeto executivo que deverá estar concluído até abril de 2013. A partir daí, começa a contratação e a execução da obra que deve ser entre Campinorte e Lucas do Rio Verde (890 quilômetros). A previsão é que esteja concluída até o final de 2014. A hidrovia Teles Pires – Tapajós é uma das frentes que o Movimento Pró-logística MT, encampa para que o escoamento da safra do Estado seja facilitado e barateado. O novo modal de transporte reduziria cerca de 40% no custo do frete. O impacto ambiental também será menor, pois haverá menos consumo de combustível. Segundo o Coordenador Executivo do Movimento, Edeon Vaz Ferreira, neste momento já está sendo licitado o Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA). O projeto deve levar 18 meses para ser concluído nos rios Juruena, Arinos, Teles Pires e Tapajós. “A hidrovia Teles Pires- Tapajós será a partir de Sinop até Santarém e terá a extensão de 1.576 quilômetros”, explicou Edeon.

Outras prioridades do Movimento são a conclusão das BRs 163 e 158 e, ainda, a implantação e pavimentação das BRs 242 e 080. A implantação da Ferrovia de Integração do Centro Oeste (Fico) também está em pauta. A finalização da BR 163 é uma luta antiga dos produtores rurais de Mato Grosso. Segundo Edeon Vaz Ferreira, a pavimentação entre Guarantã do Norte, em MT, e Santarém, no Pará, deve estar concluída até o final de 2013. A BR 158 tem um diferencial, porque há uma reserva indígena no meio do caminho. O trecho de Barra do Garças (MT) até a reserva fica pronto ainda neste início do ano, e da reserva até a divisa com o Pará em meados de 2013. Os projetos de pavimentação no contorno da reserva indígena, um trecho de 185 quilômetros, ainda estão sendo elaborados.

A BR 242, a chamada Leste-Oeste, que liga a BR 163 à BR 158, está em obras. De acordo com Edeon Vaz Ferreira, o trecho entre Nova Ubiratã e a comunidade de Santiago, na MT 130, fica pronto ainda este ano. Da rodovia estadual até o município de Querência ainda está em fase de projeto. Já a pavimentação de Querência à BR 158 está concluída. Já na BR 080 foi contratado em março de 2011, os projetos básico executivo e ambiental e a empresa responsável tem 510 dias para entregar.

Em relação à ferrovia, Edeon diz que está sendo licitado entre fevereiro e março o projeto executivo que deverá estar concluído até abril de 2013. A partir daí, começa a contratação e a execução da obra que deve ser entre Campinorte e Lucas do Rio Verde (890 quilômetros). A previsão é que esteja concluída até o final de 2014.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.