MP investiga crise na Doux Frangosul
CI
Agronegócio

MP investiga crise na Doux Frangosul

O presidente da Fetag, Elton Weber, cobra informações sobre o destino dado à receita obtida com a venda dos produtos
Por:
O Ministério Público (MP) vai abrir inquérito para analisar a crise na Doux Frangosul que se arrasta desde 2008 e envolve mais de 2 mil integrados que fornecem aves e suínos à empresa. O caso foi levado ao órgão, ontem (17), pelos secretários da Agricultura, Luiz Mainardi, e de Desenvolvimento, Mauro Knijnik, e por lideranças da Fetag e Acsurs. Os produtores não recebem pagamento pelos serviços prestados há mais de 150 dias com a alegação de que o grupo enfrenta problemas financeiros. No entanto, o pedido de investigação da Seapa - baseado nos balanços da companhia - indica remessas milionárias à matriz, na França. Algumas cargas de produto exportado chegaram a ser parceladas em até dez anos, quando o prazo normal é de 25 dias, informa o documento. O procurador-geral em exercício do MP, Ivory Coelho Neto, disse as negociações podem envolver remessa ilegal para o exterior. Por isso, o pedido de investigação também será encaminhado às autoridades federais. O MP ainda pode propor Termo de Ajustamento de Conduta e ajuizar ações contra a empresa. O presidente da Fetag, Elton Weber, cobra informações sobre o destino dado à receita obtida com a venda dos produtos.


Procurada, a Doux não se manifestou sobre o caso. Para cobrar medidas enérgicas, produtores realizaram, ontem, caminhada nas ruas da Capital. À tarde, tiveram reunião em Montenegro.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.