MP planeja agenda de fiscalizações durante safra do café em SP

Agronegócio

MP planeja agenda de fiscalizações durante safra do café em SP

Meta é evitar as más condições na lavoura
Por:
1818 acessos
Meta é evitar as más condições na lavoura

O MPT (Ministério Público do Trabalho) de Bauru deve se reunir, na próxima semana, com a Gerência Regional do Trabalho de Marília para definir um calendário de fiscalizações a serem feitas nas lavouras da região durante a safra do café.

O objetivo é assegurar que os trabalhadores não sejam submetidos a más condições de trabalho ou até mesmo trabalho escravo na lavoura. Nesta época de colheita é grande o número de lavradores que vem de outras regiões, sobretudo do Paraná, para trabalhar na região.


“Hoje já existem fiscalizações ordinárias, que são feitas pela Gerência em lavouras, indústrias e empresas, por exemplo. Mas queremos definir uma agenda comum entre o Ministério e a Gerência para intensificar esse trabalho durante a safra, que começa em junho e só termina em meados de outubro”, explica o procurador regional do Trabalho, Luís Henrique Rafael.


Na quarta-feira, uma diligência feita pelo MPT em Gália (51 Km de Marília) mostrou que trabalhadores rurais de uma grande fazenda estavam sendo submetidos a condições precárias de trabalho.

No local em que eles estavam não havia banheiros (apenas fossas) e quase ou nenhum equipamento de segurança. “O que chama atenção é que são fazendas estruturadas, grandes, com maquinários, mas que ainda mantêm o trabalhador em situação degradante.” O proprietário da fazenda foi chamado para esclarecimentos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink