MS: Fatores climáticos derrubaram produção estadual de milho em 30%

Agronegócio

MS: Fatores climáticos derrubaram produção estadual de milho em 30%

Colheita da safrinha terminou no dia 15 de setembro
Por:
2331 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Mato Grosso do Sul produziu pouco mais de 6 milhões de toneladas de milho safrinha no período 2015/2016. O montante é 33,5% menor que os 9,165 milhões de toneladas estimados no início da safra, principalmente devido as condições climáticas.

A colheita da safrinha terminou no dia 15 de setembro, junto com o vazio sanitário da soja, mas só hoje a Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja de MS) divulgou os dados. O Estado alcançou produtividade média de 58,4 sacas por hectare.

Vários foram os problemas enfrentados pelos produtores nesta safra, como excesso de chuvas no início do plantio, estiagem e geadas durante a fase de desenvolvimento do grão, causando perdas expressivas.

Em relação ao 1,740 milhão de hectares plantados, houve 8,8% de perda. Apesar da média de 58 sa/he, 18 cidades registraram resultado superior a 60 sc/ha. Se forem considerados os municípios com média ponderada acima da média estadual, o número sobe para 23 dos 45.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink