MS vai deixando de ser “Estado da pecuária”
CI
Agronegócio

MS vai deixando de ser “Estado da pecuária”

Criar um animal está 12% mais caro do que na hora de vender para frigoríficos
Por:
Segundo produtores, criar um animal está 12% mais caro do que na hora de vender para frigoríficos

Alto custo dos insumos, terra cara e valor de venda abaixo do esperado. Essa é a situação mostrada por quem trabalha na pecuária hoje em Mato Grosso do Sul. Alegando prejuízos, os criadores começam a migrar para outros Estados, como Goiás e Acre.


Segundo estimativas dos criadores, o custo de produção de um animal hoje - o que inclui principalmente grãos, funcionários e sal - gira em torno de R$ 93 a arroba, enquanto o preço de venda está em R$ 83 pela mesma arroba, levando em conta a praça de Campo Grande.

O déficit entre custo de produção e preço de venda, em torno 12%, está inviabilizando o negócio no Estado.

“Não estamos aguentando mais, a corda está arrebentando pro nosso lado. Estamos trabalhando mês após mês no vermelho, muitos já estão desistindo da pecuária ou indo para outros Estados”, lamentou Francisco Maia, presidente da Associação dos Criadores de MS (Acrissul).

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink