MT: Ampliação do cultivo de abóbora esbarra no preço
CI
Agronegócio

MT: Ampliação do cultivo de abóbora esbarra no preço

Colheita é feita manualmente
Por:
Em busca de alternativa de renda e abertura de novos mercados, 16 agricultores familiares do município de Tabaporã (643 km ao médio norte de Cuiabá) investiram no cultivo da abóbora cabotiã. No primeiro trimestre, a produção atingiu 265 toneladas e já comercializaram 170 mil quilos. A maior parte do produto foi vendida no Estado por R$ 0,40 o quilo, preço abaixo do solicitado. O agricultor, Paulo Camporezzi, fala que para ampliar a área e manter a produção o preço deveria chegar a R$ 0,60 o quilo.


O extensionista da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Antonio Sérgio Faustino da Silva, explica que o custo de produção está em torno de R$ 3,8 mil por hectare. Com o valor de R$ 0,40 o quilo da abóbora, o produtor recebe em torno de R$ 1,48 mil por hectare. Conforme Silva, embora seja pouco, os produtores apostam na descoberta de novos mercados, e ao mesmo tempo na redução do custo de produção com a utilização de métodos alternativos de controle de pragas e doenças.


Existem propriedades tentando reduzir as perdas de colheita e pós-colheita que pode chegar, em alguns casos, a 15%. A colheita é feita manualmente. 
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.