MT: custo da bovinocultura de corte sobe
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PECUÁRIA

MT: custo da bovinocultura de corte sobe

Cria, recria-engorda e ciclo completo subiram 4,8%, 10,5% e 5,7%
Por: -Eliza Maliszewski

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou os dados de custo de produção referentes ao 2º trimestre deste ano para a cadeia da bovinocultura de corte em Mato Grosso.

Foi registrado um incremento para o custo operacional total (COT) de todos os sistemas de produção da pecuária no estado. Em números, os custos para o sistema de cria, recriaengorda e ciclo completo subiram 4,80%, 10,55% e 5,71%, respectivamente, e registraram o total de R$ 143,26/@, R$ 256,52/@ e R$ 136,66/@, na mesma ordem.

Porém, os indicadores que mais influenciaram neste resultado divergiram de um sistema para o outro. Para se ter ideia, para a composição dos custos de cria e ciclo completo, a suplementação apresentou maior participação (+22,07% e +25,24%, respectivamente), enquanto para o sistema de recria-engorda a aquisição de animais apresentou maior share sobre o resultado, com 60,31% de participação.

Veja abaixo a tabela:


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.