MT: custo de produção da soja e milho sobem
CI
Imagem: Marcel Oliveira
SAFRA 2021/22

MT: custo de produção da soja e milho sobem

Só o cultivo de soja está 8,13% mais alto que na safra 2020/21
Por: -Eliza Maliszewski

O Instituto Mato-Grossense de Economia Aplicada (Imea) atualizou os custos de produção para a soja e o milho na safra 2021/22.  Na soja transgênica houve um aumento de 0,72% no custo operacional total (COT) em comparação ao mês anterior, alcançando o custo de R$ 3.662,96 por hectare. 

Os fatores que puxaram a alta foram o custeio onde houve um aumento de 0,74%, puxado pelas operações mecanizadas, que encareceram 1,65% (combustível mais valorizado devido ao câmbio e à alta do petróleo) e pelas sementes, que valorizaram 1,89%. Importante destacar também que o arrendamento subiu 1,24%, impulsionado pela alta da saca de soja. 

Em relação às regiões do estado, aquelas que mais se destacaram na atualização do COT foram a sudeste (+1,02%), seguida da norte e nordeste, com aumento de 1,00%. Para Mato Grosso a temporada 21/22, até o momento, está com o COT 8,13% superior ao custo ocorrido na safra 20/21 e ainda faltam ser adquiridos 42% dos insumos, que por sua vez estão com tendência altista nos preços.

Já os custos de produção para o milho de alta tecnologia da safra 21/22 em Mato Grosso obtiveram alta de 0,74% ante o mês anterior, pautado pelo aumento dos fertilizantes e corretivos (1,15%). Outro destaque foi o aumento de 2,04% nas operações mecanizadas, o que impactou diretamente no custo operacional efetivo que fechou em R$ 2.808,35/ha. 

“De outro modo, sabendo que a produtividade é um fator importante para o cálculo do ponto equilíbrio em relação ao custo de produção, é oportuno alertar o produtor que a semeadura tardia neste ano poderá ser um obstáculo, uma vez que as previsões de precipitação estão indicando volumes de chuva abaixo da média para abril. O que pode comprometer o desenvolvimento da cultura e acarretar menores produtividades no final da safra. Com isso, o ponto de equilíbrio do produtor mato-grossense poderá ser afetado diretamente”, disse o boletim.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink