MT: Novo plano safra será finalizado em abril, confirma Geller
CI
Agronegócio

MT: Novo plano safra será finalizado em abril, confirma Geller

Mato Grosso avançou na produção 20, 25 % nesses últimos anos e a armazenagem está entre as prioridades
Por:
O Plano Agrícola e Pecuário (PAP) da safra 2013/2014 deve ser finalizado até o próximo mês, segundo previsão do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller. "Ano passado foi anunciado em junho. Este ano vamos fechar o plano safra até a segunda quinzena de abril para que a presidente Dilma e o ministro [Mendes Ribeiro] anunciem no início de maio", explicou Geller ao Só Notícias/Agronotícias.


Os detalhes do novo plano ainda não foram adiantados, no entanto, para Mato Grosso, o setor produtivo espera alternativas principalmente para armazenagem de grãos e logística. "Mato Grosso avançou na produção 20, 25 % nesses últimos anos e a armazenagem está entre as prioridades", pontuou. O setor pecuário também deverá ser beneficiado no plano.

Na segunda-feira, conforme Só Notícias/Agronotícias informaram, Neri esteve reunido com representantes mato-grossenses em Cuiabá. Ele destacou que muitos dos pedidos são semelhantes aos feitos por produtores de Goiás e, que o ministério mantém os diálogos junto com a equipe econômica do governo e dos Ministérios da Fazenda e Planejamento com a finalidade de atender às demandas.


Geller destacou ainda que as entidades mato-grossenses estão se mostrando ativas e apresentando as demandas necessárias. A Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat) destacou, por exemplo, pediu atenção na garantia de abastecimento de milho, aos suinocultores, com contratos de opções de venda para aquisição do grão pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a inclusão da carne suína na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) do governo.

Conforme o ministério, as políticas voltadas para a produção de grãos devem ser aperfeiçoadas neste ano. Desde que assumiu, Geller tem se reunido com representantes do setor em vários estados, analisando as principais demandas.

No final da semana passada, o ministério apresentou em Não-Me-Toque (RS), alterações no plano safra de inverno. Os agricultores brasileiros das culturas de inverno, especialmente o trigo, terão R$ 3 bilhões para custear e comercializar a safra. O montante é 5% maior em relação ao ano passado e as verbas fazem parte do pacote de R$ 28,3 bilhões para investimentos, que são resíduos do valor de R$ 115 bilhões do Plano Safra do governo federal, anunciado ano passado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.