MT: Só questão de logística não andou desde 2006
CI
Agronegócio

MT: Só questão de logística não andou desde 2006

70% feita no transporte rodoviário
Por:
Em seis anos apenas a infraestrutura de logística para escoar a produção de Mato Grosso não evoluiu, permanecendo em cerca de 70% feita no transporte rodoviário. A análise é do setor agropecuário quanto aos dados divulgados ontem no Censo Agropecuário 2006, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aponta para a época 112.987 propriedades rurais no Estado em meio a 48,688 milhões de hectares. A área atual é 40% superior a de 2006. 
 
Conforme a pesquisa, 45,135 milhões de hectares estavam nas mãos de 88.721 propriedades próprias, enquanto 995,8 mil hectares em 17.046 propriedades sem titulação definida. Já 1,88 milhão de hectares pertenciam a 2.845 estabelecimentos arrendados. 

Para o diretor executivo da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Seneri Paludo, tais informações são uma fotografia de como estava o campo em 2006, entretanto para o hoje pouco traz para agregar informações que se possam usar. “A tecnologia avançou muito de lá para cá, tanto que as mesmas máquinas hoje nas nossas lavouras encontramos nas dos Estados Unidos”. Paludo frisa que o número de propriedades não deve ter mudado muitos, pois ainda se enfrentam sérios problemas com a questão fundiária. 

Segundo a analista de mercado do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), Gemelli Lyra, nestes seis anos que se passaram a área da agropecuária aumentou 40% e o salário médio do campo 54%. “A única coisa que não mudou foi a infraestrutura de logística que segue cerca de 70% no modal rodoviário. O salário médio era R$ 830 no campo e hoje é R$ 1.278”. 

Brasil - A pesquisa mostra como o processo de modernização da agropecuária passou de um momento de grande mecanização para um de investimento em capital intelectual. O maior interesse ficou nas técnicas de irrigação, no uso de sementes certificadas e transgênicas, no acesso a assistência técnica, plantio direto, na transferência de embriões e confinamento e inseminação. 

Em 2006, dos 5,2 milhões de estabelecimentos agropecuários identificados, 3,9 milhões (75,9%) eram geridos pelos donos, correspondendo a 69% da área total dos estabelecimentos.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink