MT-010: Atoleiros prejudicam o escoamento de madeiras

Agronegócio

MT-010: Atoleiros prejudicam o escoamento de madeiras

Por:
383 acessos
Uma fila de 130 caminhões carregados com madeira, soja e produtos perecíveis ficou paralisada na MT-010, entre os municípios de Nova Maringá e São José do Rio Claro, na quinta-feira (28). O tráfego foi impossibilitado pelo excesso de chuvas e falta de manutenção nas estradas e rodovias da região. Situação que não se difere muito de um ano para outro, ou seja, de uma temporada de chuva para a outra.


Há três dias parados, parte dos caminhões conseguiram avançar no percurso somente após serem retirados dos atoleiros com máquinas cedidas por empresários do setor madeireiro.

O presidente do Sindicato das Indústrias Madeireiras do Médio Norte no Estado de Mato Grosso (Sindinorte), Claudinei Melo Freitas, explicou que o município de Nova Maringá (a 305 quilômetros ao norte de Cuiabá), juntamente com o Distrito de Brianorte, congrega 31 indústrias madeireiras. Na opinião do gestor, o governo do Estado, em parceria com a prefeitura, deveria fazer um levantamento dos pontos críticos na rodovia e demais vias de acesso da região durante a estiagem. Essa ação preventiva, com certeza, ajudaria a evitar esse tipo de problema.


“Isso está acontecendo por falta de manutenção nas estradas não pavimentadas”, lamentou. Ele comentou ainda que a prefeitura de Nova Maringá não conseguiu fazer a intervenção necessária porque está com todo o maquinário inoperante e sem recursos financeiros para providenciar o conserto. “O prefeito informou que pediu ajuda ao governo do Estado, mas ainda não foi atendido”, informou.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink