MT contraria 'grupo dos 5' e exporta mais em 9 meses
CI
Agronegócio

MT contraria 'grupo dos 5' e exporta mais em 9 meses

Estado foi o único a registrar crescimento em vendas internacionais
Por:
Dos principais exportadores do Brasil, o estado foi o único a registrar crescimento em vendas internacionais
 
As exportações mato-grossenses do agronegócio encerraram o acumulado de nove meses alcançando US$ 10,2 bilhões, resultado financeiro 27,10% acima dos US$ 8 bilhões embarcados no igual período de 2011, informou na sexta-feira (5) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Complexo de soja, cujas vendas tornaram-se 37,25% superiores na comparação o ano anterior, liderou as vendas em termos financeiros. Envio de farelo, óleo e soja em grãos movimentou US$ 7,4 bilhões. Em 2011 foram US$ 5,4 bilhões.

Dentre os componentes do grupo, soja absorveu o maior volume de negócios. Suas exportações alcançaram US$ 5,3 bilhões, alta de 38,20% sobre o idêntico período de 2011, com US$ 3,8 bilhões.

Conforme o Mapa, os embarques de milho desaceleraram e no acumulado do ano recuaram 5,87%. Passaram de US$ 1,1 bilhão para US$ 1 bilhão, de acordo com o Mapa.

O movimento de baixa também incidiu sobre a cadeia das carnes (bovina, frango e suína) com as exportações 3,25% inferiores. Entre janeiro e setembro o estado embarcou US$ 942,6 milhões.

Já as vendas de fibras e produtos têxteis, grupo no qual está o algodão, cresceu 96,38%, totalizando US$ 596,8 milhões.

Grupo dos 5

A alta no comércio com outros países em nove meses mantém Mato Grosso como vice-líder brasileiro nas exportações, atrás somente de São Paulo, que sozinho negociou US$ 14,4 bilhões no igual intervalo.

Ao lado de São Paulo e Mato Grosso, completaram o grupo dos cinco os estados do Paraná (3º), Rio Grande do Sul (4º) e Minas Gerais (5º).

Mato Grosso foi o único a encerrar o acumulado de nove meses exportando mais na comparação com o mesmo período de 2011.

Todos os demais estados venderam menos ante 2011; São Paulo (-11,92%), Paraná (-0,05%), Rio Grande do Sul (-9,37%) e Minas Gerais (-17,39%).

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink