MT deve colher 500 mil ha de soja semanal para viabilizar safrinha
CI
Agronegócio

MT deve colher 500 mil ha de soja semanal para viabilizar safrinha

Chuva atrasou os trabalhos e produtor espera sol
Por:
Com o alto índice pluviométrico das primeiras semanas de janeiro, a colheita da soja em Mato Grosso está abaixo do esperado pelos produtores, em torno de 2,6% da área plantada e, caso o sol apareça nos próximos dias, as colheitadeiras devem acelerar os trabalhos no campo para tentar viabilizar o plantio do milho.


De acordo com o boletim semanal da soja divulgado nesta segunda-feira pelo Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), os agricultores deverão colher 500 mil hectares por semana para conseguir fazer a semeadura da segunda safra. O Imea lembra que as mesmas situações foram vivenciadas na safra passada e quando diminuiu a chuva, a colheita evoluiu a uma taxa de 7,1 pontos percentuais semanais, fazendo com que a colheita terminasse em 14 semanas.

“Se a mesma evolução ocorrer nesta safra 2011/12, será possível colher uma média de 500 mil ha por semana, área exata para que consiga retirar o produto do campo e plantar consecutivamente o milho, que provavelmente terá um período de plantio não tão confortável”, informa o boletim.


Todavia, o que o produtor rural quer no momento é que a chuva cesse para as máquinas poderem avançar nas lavouras e evitar grandes percas com a oleaginosa. Isso porque em algumas localidades a chuva não dá trégua há mais de uma semana e a colheita e os controles de doenças começam a se tornar pouco efetivos. “Se continuar difícil a entrada dos pulverizadores, os impactos poderão ser verificados no final da safra”, pontua o instituto.

Dentro de toda essa situação de apreensão, uma doença conhecida popularmente como “mela” (as folhas das plantas grudam-se e se amarelam) chama a atenção, pois ela aparece somente quando se tem uma massa foliar muito intensa, “o que indica que as lavouras de soja estão muito vigorosas e poderão resultar na bonança do produtor”, prevê o boletim.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.