MT e MS iniciam vazio sanitário do algodão
CI
Agronegócio

MT e MS iniciam vazio sanitário do algodão

Restrição visa garantir menores riscos à safra
Por:
Restrição visa garantir menores riscos à safra

Começou nesta segunda-feira (1º de outubro) o vazio sanitário do algodão. Até 30 de novembro o plantio da cultura estará proibido em Mato Grosso. A mudança no início da vigência deve-se a um pedido do setor produtivo, em função no atraso da colheita. Produtores ganharam também mais 15 dias para destruição dos restos culturais do algodoeiro (cujo prazo foi finalizado no domingo, 30).

Entre as finalidades do vazio sanitário está o controle e erradicação da praga denominada Anthonomus Grandis, boheman ("Bicudo do Algodoeiro"). A proibição da semeadura do algodão tem caráter preventivo, como explica o gestor do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Daniel Latorraca.

"É mais um descanso para o solo, evitar qualquer tipo de contaminação de pragas e bloquear os ciclos de desenvolvimento de pragas. O período foi criado e é respeitado até hoje. O bicudo não traz boas lembranças para os agricultores", lembrou Latorraca.

Na safra 2011/12 produtores rurais semearam 722.568 hectares com o algodão, resultado -0,3% inferior à temporada 2010/11 quando foram 724.943 hectares. O desempenho no campo tornou-se 14,7% maior em produção de pluma (superando 1 milhão de toneladas) e caroço (2,7 milhões de toneladas).

Por outro lado, desde o início do plantio ainda em dezembro de 2011 ao final de setembro, os preços acumulam desvalorização. A queda chegou a 6% segundo o Imea, em decorrência especialmente da alta oferta e o incremento produtivo registrado no estado.

"O produtor esperava por mais preço, mas com os estoques elevados não conseguiu. Foi uma safra positiva em relação a produção, mas em fator preço não", pondera Daniel Latorraca, economista do Instituto Mato-grossense.

Para 2012/13 a previsão é que a área no estado enfrente uma nova queda, desta vez avaliada em 28%. Se as projeções forem confirmadas o estado deve plantar 520.355 hectares (contra 722.568 hectares de 2011/12). Recuos também devem ser enfrentados na produção de pluma e caroço, ambas 36,3% menores na comparação com o colhido na temporada recém-finalizada.

Mato Grosso do Sul

Já em Mato Grosso do Sul o vazio sanitário para o algodão - também iniciado nesta segunda-feira (1º) segue até 1º de dezembro. A restrição ao plantio da cultura foi determinada por uma resolução da secretaria estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur).

A restrição ao plantio será aplicada em 12 municípios do Estado: Água Clara, Alcinópolis, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Pedro Gomes, Rio Verde, São Gabriel do Oeste e Sonora.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink