MT lidera volume produzido
CI
Agronegócio

MT lidera volume produzido

Estado deve incrementar o volume produzido em 1,2% na comparação com o último ciclo
Por:
Mato Grosso, líder nacional na produção de grãos em mais uma safra, deve incrementar o volume produzido em 1,2% na comparação com o último ciclo produtivo, ao contrário dos outros 2 principais produtores brasileiros, Paraná e Rio Grande do Sul, onde a safra 2011/2012 sofre retração de 8,8% e 6,3%, respectivamente, conforme 3º prognóstico da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira (08).


Previsão é que a produção estadual chegue a 31,312 milhões de toneladas, com aumento de 2,8% na área plantada, que envolve 9,904 milhões de hectares, ante os 9,638 milhões (ha) na última safra. Paraná ocupa o 2º lugar no ranking brasileiro, com 29,601 milhões (t), e o Rio Grande do Sul aparece na sequência, com 26,995 milhões (t). No geral, a produção brasileira deve recuar 2,4% nesta safra, alcançando 159,079 milhões (t), 3,878 mil (t) a menos que no ciclo 2010/11, influenciada pela queda de 3,4% na produtividade, ocasionada pelas influências climáticas.

Destaque da produção agrícola mato-grossense, a soja recentemente plantada em 6,769 milhões de hectares - 5,8% a mais que na safra passada - deve garantir uma produção de 20,986 milhões de hectares, sendo 2,8% acima do registrado no último plantio.


Aumento é resultado da ocupação de áreas de pastagem de baixa produção, explica diretor administrativo da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Carlos Fávaro, uma vez que a produtividade tende a sofrer retração de 2,8%, com os prejuízos nas lavouras do Sul matogrossense provocados pela escassez de chuvas na época da germinação e crescimento das plantas.

Quanto à produção de milho segundo safra, a Conab sugere manutenção dos 1,836 milhões de hectares de área plantada no Estado, redução de 1,3% na produção, após possível queda de 1,3% na produtividade. Previsão é que sejam colhidas 7,161 milhões (t). Mas, na avaliação do diretor da Aprosoja, a tendência é de aumento na área plantada de milho no próximo ano.


Para o algodão, previsão é que a colheita reduza 2,5%, gerando 2,497 milhões (t) de algodão em caroço, contra 2,561 milhões (t) na safra anterior. Apesar do ganho de produtividade na margem de 4,3%, garantindo 3,692 mil quilos por hectare, a área plantada reduz em 6,5%, ocupando 676,5 mil (ha), ante os 723,5 (ha) plantados para safra 2010/2011.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.