MT se tornará o maior produtor brasileiro de biodiesel

Agronegócio

MT se tornará o maior produtor brasileiro de biodiesel

Até o final do próximo ano MT estará contabilizando investimentos de R$ 110 milhões na produção de biodiesel
Por: -Marcondes Maciel
1 acessos

Até o final do próximo ano Mato Grosso estará contabilizando investimentos de R$ 110 milhões no segmento de produção de biodiesel. A oferta do biocombustível ao mercado chegará a 288 milhões de litros por ano. Estes números garantem ao Estado mais um título, a primeira colocação no ranking dos maiores produtores do país.

Líder na produção de biodiesel no Brasil, com 88,6 milhões de litros/ano, Mato Grosso se prepara agora para ganhar a maior usina de biodiesel do mundo, que está sendo construída em Rondonópolis. Na semana passada, o presidente Lula inaugurou a usina “trifásica” da Barrálcool, em Barra do Bugres, que também nasceu com título mundial: é a produzir biodiesel, açúcar e álcool de forma integrada.

As obras da maior planta do mundo estão em andamento e a perspectiva da Archer Daniel Midland (ADM) do Brasil – dona do empreendimento - é de que dentro de um ano, em novembro de 2007, a usina esteja em pleno funcionamento. A construção movimenta atualmente mais de 200 operários e a previsão é de que, na fase de operação, o empreendimento gere 90 empregos diretos permanentes.

Com investimentos de R$ 70 milhões, a usina terá capacidade para produzir 500 toneladas de biodiesel por dia, ou 201,25 milhões de litros/ano, quase duas vezes e meia mais do que o produzido pelas quatro plantas em funcionamento atualmente no Estado.

“Será a maior [usina de biodiesel] do mundo. Não há outro projeto semelhante em nenhum país”, diz o secretário adjunto de Desenvolvimento da Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), José Epaminondas Mattos Conceição, que vem acompanhando e articulando a instalação de projetos nesta área há vários anos.

Segundo ele, a multinacional norte-americana, que é uma das grandes esmagadoras de soja do Brasil, se desponta como a maior produtora de biodiesel do mundo, com investimentos em países como a Holanda, França, Alemanha e Itália. No Brasil, este é o primeiro empreendimento da trading no setor de biodiesel.

Epaminondas informou que a produção da ADM será vendida nos leilões de biodiesel para o suprimento do mercado doméstico, com possibilidade de exportar o excedente para outros países.

Investimentos – Somado-se os R$ 40 milhões já aplicados na construção das quatro usinas de biodiesel em operação no Mato Grosso, aos R$ 70 milhões da ADM, os investimentos chegam a R$ 110 milhões, totalizando uma oferta de 288 milhões de litros por ano. Estes números garantem a Mato Grosso a primeira colocação no ranking dos maiores produtores do país.

“A nossa projeção é de que a partir de 2008 estaremos atingindo a marca de 1 bilhão de litros/ano”, diz Epaminondas.

Ele informou que na semana passada mais dois projetos deram entrada no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pleiteando financiamentos para a construção de plantas industriais de biodiesel no interior mato-grossense, Colíder e Novo Mundo, localizados ao Norte da Capital, 648 e 785 quilômetros, respectivamente.

São dois projetos idênticos, com capacidade de produção [individual] de 48 milhões de litros/ano, utilizando como matérias-prima a soja, o girassol e o pinhão manso.

O primeiro projeto, situado em Colíder, é de propriedade do Grupo Fischer - que possui uma rede de empresas no ramo de auto-pecas e diversas agropecuárias – enquanto o outro, em Novo Mundo, pertence ao prefeito da cidade, Nelson Baumgratz.

“Os investimentos estão acontecendo e podemos afirmar que o biodiesel é a bola da vez em Mato Grosso pelas oportunidades de investimentos que o Estado oferece nesta área, com retorno certo e garantido”, afirma o secretário adjunto da Sicme.

Ele revelou que atualmente são mais de 20 projetos em andamento no Estado, sem contar os projetos individuais dos produtores. “Temos grande potencial de produção e as nossas condições climáticas favorecem. Mato Grosso poderá ser o novo eldorado para investimentos em projetos de biodiesel”, frisa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink