Mudanças climáticas atrasam agro em 7 anos
CI
Imagem: Arquivo
ESTUDO

Mudanças climáticas atrasam agro em 7 anos 

"Os esforços de adaptação devem olhar para toda a cadeia de abastecimento"
Por: -Leonardo Gottems

Um estudo realizado pela Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, afirmou que as mudanças climáticas atrasaram a produção agrícola em aproximadamente em sete anos desde o ano de 1960. O estudo revelou que a produtividade agrícola mundial foi 21% menor do que poderia ter sido sem alterações climáticas. As informações foram publicadas pela Revista Vida Rural de Portugal.

“Constatamos que as alterações climáticas eliminaram basicamente cerca de sete anos de melhorias na produtividade agrícola nos últimos 60 anos”, disse o líder da investigação, o economista Ariel Ortiz-Bobea. “É equivalente a pressionar o botão de pausa no crescimento da produtividade em 2013 e não ter melhorias desde então”, explica. 

De acordo com um dos investigadores, David Lobell, os resultados mostram claramente que os esforços de adaptação devem olhar para toda a cadeia de abastecimento, incluindo o trabalho e a pecuária. “Também mostram que, mesmo que a agricultura se torne mais mecanizada e sofisticada, a sensibilidade ao clima não desaparece”, disse. “Isto é contraintuitivo para a maioria das pessoas, e precisamos de uma compreensão mais profunda do porquê”, acrescenta. 

“O que penso é que estamos apenas a melhorar na eliminação de todos os constrangimentos não climáticos na produção, mas precisamos de escrutinar várias explicações possíveis”, disse Lobell, que analisa o impacto das alterações climáticas na produção de culturas e na segurança alimentar. “Este estudo é um grande salto para além do foco tradicional em algumas grandes culturas de cereais. Olhando para todo o sistema – os animais, os trabalhadores, as culturas especializadas – podemos ver que toda a economia agrícola é bastante sensível às condições meteorológicas. Parece que, na agricultura, praticamente tudo fica mais difícil quando está mais quente”, explica. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink