Multinacional americana enfrenta oposição de senadores nos EUA

Agronegócio

Multinacional americana enfrenta oposição de senadores nos EUA

Por:
1 acessos
A Cargill ignorou as tentativas no Senado americano de inviabilizar seu investimento na nova fábrica de desidratação de álcool em El Salvador. Quando o projeto foi anunciado, vários senadores protestaram, afirmando que a iniciativa da Cargill tentava aproveitar-se de uma brecha na lei para importar o etanol brasileiro.


Dois projetos de lei foram apresentados tentando anular a vantagem econômica do investimento, mas até agora estão parados, em análise por comitês do Senado. A Cargill resolveu seguir em frente com o projeto, em parceria com a Crystalsev e a Cassa. "Seguimos as regras do jogo, quaisquer que sejam, e temos confiança no projeto", afirma o porta-voz da Cargill, Bill Brady. Ele disse ao Valor que a viabilidade do projeto "não depende de legislação nos EUA e que o investimento está sendo previsto por uma série de fatores", e não apenas por tarifas de importação. A nova destilaria deve gerar até 45 empregos em El Salvador e pouco mais de uma dezena no Brasil e nos EUA.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink