Municípios de Alagoas vão ter unidades demonstrativas de milho

Agronegócio

Municípios de Alagoas vão ter unidades demonstrativas de milho

O objetivo é mostrar aos agricultores familiares o aumento de produtividade
Por:
1704 acessos
Os extensionistas da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri) estão acompanhando a instalação de unidades demonstrativas de cultivo de milho em nove municípios do Médio Sertão. O objetivo é mostrar aos agricultores familiares o aumento de produtividade, por meio do uso de sementes de origem conhecida, adubação e assistência técnica.


Em cada um dos municípios, estão sendo instaladas duas unidades demonstrativas nas propriedades de agricultores familiares. “A nossa intenção é que, tanto esses agricultores, donos das propriedades onde teremos as unidades, quanto os demais percebam como é possível aumentar a produtividade do milho apenas seguindo orientações técnicas”, frisou Miguel Oliveira, gerente da Seagri no Médio Sertão.

A ideia surgiu após os resultados obtidos pelos agricultores familiares de Poço das Trincheiras, que participaram do Concurso de Produtividade de Milho, em 2010. Naquela edição do concurso, apenas 16 agricultores se inscreveram. Um deles teve um aumento de 16 vezes na produtividade. Este ano, as inscrições seguem até o dia 30 de abril e já são quase 300 inscritos.


Os interessados em se inscrever no concurso devem ter propriedade em Poço das Trincheiras e procurar o extensionista rural José Valmiro Gomes da Costa, pelo telefone 9969-9444, ou o escritório local da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri).
Mudança – Quem participa do concurso é orientado a plantar uma tarefa de terra de acordo com as orientações técnicas. As outras áreas são plantadas como o agricultor sempre teve o hábito de fazer. “Com isso, ele percebe a diferença e vai adotar novos costumes, vai ter uma mudança de hábito”, explicou José Valmiro.


“O uso da tecnologia adequada, assistência técnica e orientação podem proporcionar ao agricultor familiar melhores condições de trabalho, com mais renda e incentivo à pecuária leiteira. Como Alagoas não produz milho nem farelo na quantidade suficiente, os agricultores compram os que vêm de Sergipe e da Bahia”, frisou José Valmiro.

“O governador Teotonio Vilela está empenhado no apoio a iniciativas como essa, que estimulam o pequeno produtor rural a produzir mais, ganhar mercado e melhorar sua vida. Por isso, o governo apoia a edição 2011 do Concurso de Produtividade de Milho de Poço das Trincheiras, como apoiou o de 2010”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Jorge Dantas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink