Na exportação, carne de frango agrega mais de 500% ao preço médio obtido pelo milho
CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Na exportação, carne de frango agrega mais de 500% ao preço médio obtido pelo milho

As exportações de carne de frango renderam perto de US$2,583 bilhões
Por:

Nas exportações brasileiras do agronegócio, tem-se dado grande ênfase ao milho, cujo volume embarcado no primeiro quadrimestre de 2022 – pouco mais de 4,2 milhões de toneladas, pelos dados preliminares da SECEX/ME – corresponderam a, praticamente, o triplo do volume exportado da carne de frango in natura (1,430 milhão de toneladas, aproximadamente).

Porém, quando o foco é a receita cambial, o panorama é oposto. Pois enquanto as exportações de carne de frango renderam perto de US$2,583 bilhões, as do milho alcançaram pouco mais de 40% desse valor, ou seja, a carne de frango arrecadou o equivalente a 2,3 vezes a arrecadação obtida pelo milho.

Como é afirmado, habitualmente, que um frango nada mais é que milho transformado em carne, observa-se que o frango agrega ao milho um valor quase sete vezes maior, pois o preço médio, de US$262 por tonelada, sobe para mais de US$1.800 por tonelada – um aumento de 588% obtido no decorrer de apenas 5 a 7 semanas.

Feita a conversão para a moeda brasileira, o milho até agora exportado alcançou preço médio pouco superior a R$80/saca, o que, se confirmado, significa que o consumidor brasileiro pagou mais pelo produto, pois, internamente, a média do quadrimestre ficou em, praticamente, R$100/saca.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.