Namíbia conhece políticas brasileiras para desenvolvimento rural

Agronegócio

Namíbia conhece políticas brasileiras para desenvolvimento rural

Ministro Naruseb quer aprofundar as relações com o Brasil
Por:
1338 acessos
Uma comitiva do Ministério de Terras e Reassentamento da República da Namíbia está no Brasil para conhecer as políticas destinadas à reforma agrária e ao desenvolvimento rural. Nesta terça-feira (17), o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, recebeu o ministro de Terras e Reassentamento da Namíbia, Alpheus Naruseb.


A Namíbia veio conhecer o modelo de reforma agrária brasileiro para aplicar no país políticas de desenvolvimento e de assentamento de famílias. O ministro Naruseb disse que o país conhece a importância das políticas brasileiras e com a visita quer aprofundar as relações com o Brasil. “Estou muito contente com a possibilidade de aprofundar nosso conhecimento para que estas informações possam ajudar nas nossas ações de assentamento e reforma agrária.”


Na Namíbia existem duas formas de administração de terra. As terras comuns dos povos tradicionais e as terras privadas, que são comerciais e de propriedade, na grande maioria, de holandeses. Os dois regimes são administrados de formas diferentes pelo Parlamento. “Estamos em busca de um acesso igualitário", reforçou o ministro africano. A Namíbia procura mecanismos para transformar em produtivas as terras dos agricultores familiares. “Sabemos que o Brasil possui um grande conhecimento nesse assunto e desejamos uma ajuda para realizar essas questão”, enfatizou.


Afonso Florence afirmou que o Brasil está disposto a realizar uma cooperação com a Namíbia, assim como já ocorre com outros países da África, como Zimbábue e Gana. Nos dois países, o MDA está apoiando a implementação de estratégias de desenvolvimento rural com ênfase na mecanização, irrigação, assistência técnica e extensão rural. Além do enfoque no apoio à produtividade e à produção de alimentos pela agricultura familiar. O ministro destacou os programas brasileiros de Assistência Técnica e o Mais Alimentos que promove a modernização produtiva da agricultura familiar como exemplos de políticas brasileiras que podem ajudar os países africanos. “Temos no Brasil uma política destinada à agricultura familiar com fomento, crédito, assistência técnica e compras institucionais que abrange assentados, comunidades tradicionais e agricultores familiares”, exemplificou.


Na quinta-feira, a comitiva do Ministério da Namíbia fará visitas de campo a dois projetos de assentamentos. O Brejão, localizado em Formosa (GO), que está em estágio inicial de implantação e o Fazenda Larga, no Distrito Federal.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink