Nanotecnologia ajuda sojicultores e meio ambiente
CI
Imagem: Nadia Borges
TECNOLOGIA

Nanotecnologia ajuda sojicultores e meio ambiente

“Os produtores de soja da Louisiana veem grande valor em apoiar pesquisas que possam levar a soluções para desafios exclusivos do nosso estado"
Por: -Leonardo Gottems

Embora a maioria dos agricultores tente ser bons guardiões do meio ambiente, alguns desses produtos químicos inevitavelmente acabam nos cursos de água ou em outros lugares, em vez de beneficiar as plantas. Para resolver esse problema, a professora da Universidade Estadual da Louisiana (LSU), Cristina Sabliov, está trabalhando em tecnologias para entrega mais direcionada de agroquímicos às lavouras, para evitar o desperdício, um problema de custo para os agricultores, enquanto protege as plantas, os rendimentos e o meio ambiente.

Sabliov desenvolve nanopartículas que são menores do que o olho pode ver, cerca de mil vezes menores que a largura de um fio de cabelo humano. Esses minúsculos sistemas de entrega podem se conectar a partes específicas de uma planta, como a raiz ou as folhas, e depositar uma carga útil pequena, mas significativa, que será liberada imediatamente ou ao longo do tempo.

Sabliov desenvolve nanopartículas que são menores do que o olho pode ver, cerca de mil vezes menores que a largura de um fio de cabelo humano. Esses minúsculos sistemas de entrega podem se conectar a partes específicas de uma planta, como a raiz ou as folhas, e depositar uma carga útil pequena, mas significativa, que será liberada imediatamente ou ao longo do tempo.

“Os produtores de soja da Louisiana veem grande valor em apoiar pesquisas que possam levar a soluções para desafios exclusivos do nosso estado”, disse Charles Cannatella, presidente do Conselho de Pesquisa e Promoção de Soja e Grãos da Louisiana e agricultor em Melville, na paróquia de St. Landry, onde cultiva soja, milho e cana-de-açúcar com a família. “Estamos entusiasmados que a Dra. Cristina Sabliov esteja fazendo exatamente isso. A soja da Louisiana prospera em grande parte devido às nossas condições climáticas, que também apresentam desafios únicos, como doenças e fungos que prosperam nessas mesmas condições".


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.