Não haverá recuperação da safra argentina

SEM ESPERANÇA

Não haverá recuperação da safra argentina

Governo deu mais prazos e eliminou travas para ajudar produtores
Por: -Leonardo Gottems
2324 acessos

A esperança diminui drasticamente na Argentina em relação a produtividade de soja afetada pelo quarto mês seguido de seca sem nenhum sinal de melhor, disseram analistas e produtores à Reuters na segunda-feira.

A seca que destruiu os pampas argentinos desde a metade de Novembro forçou os analistas a repetidamente cortar as estimativas da temporada 2017/2018. As chuvas que estão previstas para os próximos dias não serão suficientes para restauras os campos em um dos verões mais secos do Hemisfério Sul.  

“A safra atual está morta em termos de produtividade”, contou German Heizenknecht, climatólogo da Consultoria de Climatología Aplicada. “As chuvas que estão vindo não ajudaram a soja ou o milho, mas poderiam melhorar as condições de plantio para o trigo, que começam em Maio”.

Dentro desse cenário, o presidente argentino, Maurício Macri, anunciou a anulação de diversos trâmites de pagamento de impostos para o produtor argentino, maiores prazos para dívidas e mais linhas de crédito para o produtor.

“É uma alegria estar novamente aqui, compartilhando que tem por crescer a família do campo. Vocês são o grande motor que tem a Argentina. Cada ano se renova o ciclo e a esperança, mas temos que recordar que este último ano foi difícil com inundações, incêndios e agora uma seca que seria a pior nos últimos 40 anos”, afirmou Macri na Expoagro, uma das principais feiras agropecuárias da Argentina que acontece em San Nicolás, província de Buenos Aires. A feira acontece de 13 a  16 de março.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink