Negociação com China pode abrir mercados para MS

Agronegócio

Negociação com China pode abrir mercados para MS

Por:
1 acessos

O encerramento das negociações entre Brasil e China para a certificação da carne brasileira para exportação podem ter reflexos positivos para Mato Grosso do Sul com aumento das exportações. A afirmação é do diretor-técnico da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul), Ademar da Silva Júnior. Segundo ele, os chineses são um grande mercado e o Estado é hoje o que tem mais condições de oferecer o produto.

Ademar explica que as maiores plantas de frigoríficos e os principais exportadores de carne bovina estão em Mato Grosso do Sul. “O Estado ainda tem o maior rebanho comercial e está bem preparado nos aspectos sanitários”, revela. A negociação com a China pode significar abertura de novas exportações e segundo Ademar aumentar ainda mais o volume de abates.

O Estado tem hoje em torno de 24 milhões de cabeças de gado. Ademar diz que o número de abates bovinos cresceu 13%, com 3,6 milhões de animais abatidos. “A abertura de novos mercados é ótima já que o Estado envia hoje 52% dos animais para a exportação”, conta.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink