Nelore SMP enfatiza qualidade técnica e genética de touros melhoradores
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: Marcel Oliveira

PECUÁRIA

Nelore SMP enfatiza qualidade técnica e genética de touros melhoradores

Os pecuaristas vão ao mercado em busca do animal completo, mirando retorno econômico rápido
Por:
114 acessos

O touro, na criação do nelore, é a figura central para definição do rebanho. Seja ele de corte ou de elite, utilizar a genética de reprodutores melhoradores significa impactar o rebanho com mais ganho de peso, habilidade maternal, precocidade sexual, acabamento, além de qualidade e rendimento de carcaça.
 
Com a proximidade da estação de monta, pecuaristas vão ao mercado em busca do animal completo, mirando retorno econômico rápido. Segundo o médico veterinário do Nelore SMP, Arthur Rebelo, dentre os tantos critérios para seleção da raça, seis itens são primordiais para escolha do animal correto tecnicamente: aprumos, biotipo, avaliação genética, adaptação, função reprodutiva e temperamento.
 
“Normalmente as fazendas são grandes e o touro precisa andar muito, e para andar ele precisa ter bons aprumos. É preciso analisar a ossatura, qualidade de casco e qualidade de pernas. Um touro com deficiência nos aprumos terá sua vida útil prejudicada”, explicou Rebelo.
 
O animal precisa demonstrar suas qualidades e seu biotipo precisa ter equilíbrio entre músculo e osso. “Carcaça comprida, profunda e larga, com excelente cobertura muscular aliado a muita precocidade são bons sinais. Animal de bom volume de musculatura, bem estruturado deve refletir na relação com filhos mais precoces”, advertiu.
 
Para obter melhores resultados na estação de monta, os criadores devem  procurar touros que comprovem sua função reprodutiva com fertilidade comprovada e exame andrológicos positivo.
 
“A avaliação genética através de programas de melhoramento genético comprova a capacidade de repassar sua genética, fator que pode corrigir as deficiências do rebanho nas próximas gerações. Visualmente, é preciso analisar o direcionamento da bainha e se esse touro tem uma bolsa escrotal acima do jarrete.Espera-se boa vida útil do animal e diminui as chances de o touro se machucar, evitando sobrecarregar os demais animais na relação individual touro-vaca”, indicou.
 
Outra dica do veterinário, é avaliar o comportamento do futuro reprodutor. “Reprodutores com bom temperamento irão contribuir de forma significativa para o incremento dos números de um rebanho, facilitando manejos no curral, aumentando a taxa de prenhez da fêmeas, diminuindo o tempo de adaptação nos pastos, aumentando o consumo e a conversão alimentar”, destacou Arthur.
 
Além de seguir as dicas do profissional, o criador deve procurar genética de quem seleciona sob critérios de melhoramento genético. Uma das opções da temporada 2020 é o 2º Mega Touros, dia 4 de outubro, promovido pelo Nelore SMP. Após o sucesso do ano passado, com vendas para diferentes  estados do Brasil, o criador Mauro Paiva vai oferecer ao mercado 150 touros entre 28 e 30 meses, prontos para a reprodução.
 
Serviço 

2º Mega Touros - edição virtual
Data: 04/10/2020
Hora:12h
Informações: Agreste Leilões - (82) 3036-7070
Promoção: Mauro Paiva (Nelore SMP), Luiz Otávio Jatobá (Imbiribeira Agropecuária),  Osman Loureiro (Nelore Floc) e Arthur Lira (Agropecuária Lira) 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink