Nem filas nem chuvas detêm safra argentina
CI
Agronegócio

Nem filas nem chuvas detêm safra argentina

Por:
Expedição Safra encerra viagens pela América do Sul após 2,5 mil quilômetros de estradas no cinturão da soja e do milho argentino

Espera de duas semanas para atracação de navios em terminais de grãos e filas de caminhões de dez quilômetros. Esse quadro (que representaria um alívio no Brasil) esquenta discussões sobre logística na Argentina. O país terá de ampliar as vias de acesso aos portos de Rosário para evitar o problema, conferiu a Expedição Safra Gazeta do Povo em viagem de 2,5 mil quilômetros pelo país, encerrada no fim de semana.


Uma chuva de 110 milímetros na região de Rosário (na província de Santa Fé) interrompeu o embarque de grãos. Sem cobertura para os navios, o trabalho foi suspenso por algumas horas. Nem por isso o ritmo de escoamento diminuiu. Pelo contrário. No domingo mesmo as colheitadeiras voltaram às lavouras. A colheita avança 10 pontos porcentuais por semana no pampa úmido.


A Expedição Safra 2012/13 encerrou a série de viagens pela América do Sul, depois de percorrer 14 estados brasileiros e também o Paraguai. Os detalhes da viagem à Argentina são tema de reportagem da edição desta terça-feira do caderno Agronegócio.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.