Nestlé e Rainforest Alliance anunciam "Ecolaboração"

Agronegócio

Nestlé e Rainforest Alliance anunciam "Ecolaboração"

Por:
220 acessos

Milhares de cafeicultores da América Latina à África se beneficiarão com o lançamento de uma nova fase de colaboração entre uma empresa que preza pela qualidade e uma organização internacional de conservação dedicada à proteção da biodiversidade. A Rainforest Alliance e a Nestlé Nespresso acabam de assinar um acordo chamado "Ecolaboração". Uma das metas comuns é reduzir os impactos ambientais e aumentar os benefícios sociais do cultivo de café em regiões tropicais suficientes de forma que 80% do café Nespresso venha de fazendas certificadas pelo Rainforest Alliance até o ano de 2013.

As fazendas certificadas cumprem amplos padrões que cobrem todos os aspectos da produção sustentável, incluindo conservação do solo e da água, proteção da vida silvestre e das florestas, e garantia de que os trabalhadores rurais, mulheres e crianças tenham os direitos adequados e os benefícios, bem como bons salários, água potável limpa, acesso a escolas, assistência de saúde e segurança. Durante os últimos cinco anos, a Nespresso e a Rainforest Alliance vêm buscando demonstrar que a administração de fazendas de forma que beneficiem os trabalhadores e que a vida silvestre pode de fato melhorar o sabor do café resultante.

Cafeicultores estão entusiasmados com a união da Nespresso com a Rainforest Alliance na busca pela "qualidade sustentável", porque a produção de grãos de qualidade de alto valor normalmente é um ingresso para a estabilidade financeira. Um número estimado de 80.000 produtores estarão em um programa de qualidade sustentável até o final da safra de 2012/13.

Os cafeicultores cumprirão diretrizes para produção que integram três esferas de sustentabilidade-viabilidade econômica, conservação ambiental e justiça social. A Rainforest Alliance e outros grupos sem fins lucrativos que formam a Rede de Agricultura Sustentável (RAS) no começo dos anos noventa desenvolveram os padrões e têm desde então ajudado milhares de produtores a adotá-los nas fazendas que cultivam uma variedade de colheitas em 22 países tropicais.

Durante anos de trabalho a campo em áreas de cultivo de café, especialistas em manejo agrícola sustentável da Rainforest Alliance da RAS se uniram a especialistas em qualidade do café da Nespresso e companhias exportadoras para explorar cada detalhes sobre o manejo na fazenda e na fábrica para identificar as melhoras sociais e ambientais que também podem melhorar a qualidade.

"O casamento feliz de sustentabilidade e qualidade prova a importância de uma medida integrada, que resulta em benefícios para cafeicultores, animais silvestres, ecossistemas e comunidades", disse o presidente da Rainforest Alliance, Tensie Whelan. O diretor executivo da Nestlé Nespresso, Richard Girardot, concorda com isso. "Queremos dividir valor com os produtores que cultivam esses cafés de altíssima qualidade. Sua qualidade de vida, qualidade ambiental e qualidade na xícara são igualmente interligadas".

Agrônomos e ecologistas da companhia e de Organizações Não Governamentais (ONGs) desenvolveram um programa de treinamento para ajudar os produtores a cumprir com os padrões da RAS, bem como com os requerimentos de qualidade sustentável. Existem muitas sinergias benéficas: a cobertura da floresta sobre os cafezais na maioria das fazendas certificadas fornece habitat para inúmeras espécies silvestres; grãos que crescem na sombra natural são de melhor qualidade. Proteger rios garante que as fábricas terão água limpa para processar os grãos. Solos saudáveis, naturalmente enriquecidos com matéria orgânica produzem grãos de melhor qualidade. Trabalhadores que recebem bons salários e treinamento são motivados a cuidar do café desde a floração até os grãos secos no final do processo de moagem.

Cafeicultores estão inscritos no programa e fazendo progressos em direção à "Qualidade Sustentável" no Brasil, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Quênia e México. Grupos de fazendas capazes de cumprir com os requerimentos de qualidade demandados pela Nespresso também foram identificados na Etiópia, Índia e Nicarágua e deverão se unir ao programa pelo novo acordo de Ecolaboração entre o Rainforest Alliance e Nespresso.

No Brasil, o sócio da RAS responsável pela ecolaboração e os processos de auditoria para o selo Rainforest Alliance Certified é o IMAFLORA.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink