Norte-americana inova lançando hambúrguer OGM
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,170 (1,12%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)

Imagem: Pixabay

MUNDO

Norte-americana inova lançando hambúrguer OGM 

Empresa já inovou anteriormente
Por: -Leonardo Gottems
157 acessos

A Impossible Foods, a empresa de alimentos que ficou famosa por revolucionar o mundo dos hambúrgueres vegetarianos ao lançar o primeiro hambúrguer que "sangra" e não contém hormônios animais ou antibióticos, está inovando novamente. Ela acaba de anunciar que será a primeira empresa a incluir um 'Alimento feito por Bioengenharia de Organismos Geneticamente Modificados (OGM)' em sua embalagem. 

Em 2016, o então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou o projeto de lei que exige a rotulagem de alimentos produzidos com ingredientes geneticamente modificados por OGM. Após anos de debates e reivindicações legais, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos finalmente aprovou em dezembro de 2018 o regulamento final que será obrigatório a partir do próximo ano. 

Ao contrário de seu maior concorrente, Beyond Meat, que prega a verificação do Projeto Não-OGM para todas as suas proteínas vegetais, a Impossible Foods usa vários ingredientes geneticamente modificados. A empresa que alcançou o sucesso retumbante no Burger King escreveu extensivamente sobre o uso da engenharia genética, afirmando que a segurança de seus produtos é apoiada por numerosos experimentos científicos e chamando algumas vozes opostas de "anticientíficas". 

Desde que Impossible Foods estreou em restaurantes, grupos de defesa como o Center for Food Safety, o Non-GMO Project e Friends of the Earth levantaram preocupações sobre a pesquisa disponível sobre os ingredientes de seus produtos. 

“Permanece uma séria divisão entre a comunidade científica e o público consumidor, certificando que as autoridades não estão mediando adequadamente e que os consumidores estão recebendo educação inadequada sobre os prós e os contras dos OGM. Como uma tecnologia heroica para a sustentabilidade, a nutrição da população e o apoio à economia dos agricultores, os OGMs são vítimas de uma percepção negativa e estão bastante alinhados com as demandas predominantes dos consumidores”, afirma o Genetic Literacy Project, uma ONG em favor dos OGMs. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink