Notícias ruins pesam sobre soja no Brasil

MERCADO FÍSICO

Notícias ruins pesam sobre soja no Brasil

Uma das principais é a melhora na umidade da safra argentina de soja, que precisava de chuvas
Por: -Leonardo Gottems
768 acessos

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a segunda-feira (25.02) com preços médios da soja caindo 0,86% nos portos sobre rodas, para R$ 78,31 e 0,26% no interior, para R$ 73,44/saca. Com isto a alta dos preços de exportação em fevereiro caiu para 1,60%, enquanto no interior desceu para 1,65%.

O Dólar norte-americano caiu 0,06% frente ao Real no Brasil, e por sua vez a Bolsa Chicago subiu apenas 0,16%, o equivalente a US$ 1,50/bushel. Por sua vez, os prêmios nos portos brasileiros caíram bastante, de acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica. 

“Isso é sinal de que a China se voltou novamente para os Estados Unidos, pelo menos a curto prazo: US$ 5 cents para Março, US$ 8 cents para Abril, US$ 15 cents para Maio e US$ 1 cent para Junho. Todo este quadro jogou um banho de água fria nos preços brasileiros”, explica o analista da T&F Luiz Fernando Pacheco.

FUNDAMENTOS

Ainda de acordo com Pacheco, diversas notícias ruins pesam sobre o preço da soja. Uma das principais é a melhora na umidade da safra argentina de soja, que precisava de chuvas. Outro fator que pressiona é que o Brasil está adiantando a colheita, muito à frente das duas últimas temporadas. 

Por fim, a China mostrou que está diversificando as compras, aumentando as importações do Brasil (fora de hora), da Argentina e do Canadá. “Nada é simples neste mercado de commodities, muito menos retilíneo. É cheio de altos e baixos e exige sangue frio”, conclui.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink