Nova Mutum pode ter área de pesquisa do feijão
CI
Imagem: Marcel Oliveira
UNIDADE

Nova Mutum pode ter área de pesquisa do feijão

Possível área deve ficar no recém-criado parque tecnológico, o Parktech Mutum
Por: -Eliza Maliszewski

O município de Nova Mutum, no Médio-Norte mato-grossense, está entre os maiores exportadores de soja e milho no país mas pode ganhar uma unidade de pesquisa de feijão e pulses. Em uma reunião diretores da Associação dos Produtores de Feijão, Pulses, Grãos Especiais e Irrigantes de Mato Grosso (Aprofir) pediram ao prefeito, Leandro Félix, para ser cedida uma área dentro do recém-criado parque tecnológico, o Parktech Mutum.

"Saímos desta reunião muito entusiasmado com esta cidade fantástica e a dimensão de crescimento que ela teve, e o prefeito Leandro nos recebeu da melhor forma possível, onde viemos solicitar uma área de pesquisa para os feijões e pulses para aqui no Mato Grosso, e ele já sinalizou positivamente e estamos felizes com o êxito deste encontro”, disse o presidente da Aprofir, Otávio Palmeira.

Leandro Félix avalia que a parceria poderá atrair mais investimentos para a região. “Essa é uma oportunidade para fortalecermos o nosso parque tecnológico e a Aprofir veio apresentar para nós projeto do feijão e pulses, que com certeza vai fazer a diferença para o nosso Estado, e montarmos dentro de nosso parque tecnológico um centro de pesquisa voltado para estas culturas”, completou.

O secretário adjunto de Inovação, Investimento e Sustentabilidade da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Anderson Martinez Lombardi, firmou o compromisso de aporte de investimentos por parte do governo. “O Estado de Mato Grosso vai ajudar e já estamos bem alinhados em relação a recursos, com parceiras com a Unemat e IFMT para podermos estar auxiliando e colocando recursos em pesquisas com o objetivo de aumentar a produção dos pulses e dos grãos especiais, entre eles o amendoim, onde temos uma grande empresa de beneficiamento vindo se instalar no Mato Grosso”, destacou.

O complexo tecnológico e de pesquisa, criado pela prefeitura de Nova Mutum, compreende área de 150 hectares e está sendo utilizado para o desenvolvimento de pesquisas, inovações tecnológicas, polo universitário e área para realização de feiras do agronegócio, entre outros.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.