Agronegócio

Nova oportunidade para quem busca formação técnica em Agronegócio

Quem busca formação de nível técnico no setor agropecuário tem agora nova chance de conquistar a meta.
Por:
1461 acessos

Quem busca formação de nível técnico no setor agropecuário, mas não pode frequentar aulas presenciais em uma escola regular, tem agora nova chance de conquistar a meta. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) abriu nessa segunda-feira, 04/07, inscrições para a seleção  do seu Curso Técnico em Agronegócio, na modalidade semipresencial e inteiramente gratuito. Para se inscrever, o único requisito  é  ter o Ensino Médio completo.

Com duração de dois anos, o  Curso Técnico em Agronegócio do SENAR  é realizado em parceria com o Ministério da Educação (MEC), por meio da Rede e-Tec Brasil, inserida no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC). Desde que foi lançado, há  menos de dois anos, o curso tem uma aprovação crescente, com processos seletivos cada vez mais concorridos. O último deles, realizado no início do ano, alcançou mais de 14 mil inscritos, com seis candidatos disputando cada vaga.

Desta vez, são oferecidas 1.500 vagas distribuídas 40 polos pelos estados do Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins. Pela primeira vez participam Mato Grosso e Pernambuco, inaugurando novos polos da rede. O edital da seleção está disponível no portal http://etec.senar.org.br/, onde também são feitas as inscrições.

Teoria aliada à prática

A alta concorrência nas seleções para o Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil no SENAR é facilmente explicada por seus alunos, que não se cansam de elogiar a qualidade do ensino, do material didático e do corpo docente. “O curso está muito bem estruturado, tem uma ótima metodologia e recebemos todo o apoio dos professores e tutores, que são  profissionais com grande experiência na área”. O comentário é de Alex Tristão Coelho, aluno o polo de Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste da Bahia.

A opinião de Alex é endossada pela da colega Marluce do Carmo. “Estou gostando muito. Todo o material, apostilas, videoaulas é excelente”. O curso, na realidade, reflete a larga experiência do SENAR na qualificação profissional de quem vive ou trabalha no campo. Há mais de  20 anos o serviço oferece cursos presenciais e a distância, por onde já passaram 60 milhões de brasileiros.

Concebido com foco na população rural, o  curso tem como forte diferencial o fato de aliar a teoria à prática. Embora  80 por cento das aulas sejam a distância, a grade  inclui também aulas presenciais e visitas técnicas, onde os alunos acompanham de perto o dia a dia em propriedades rurais e agroindústrias. “As aulas presenciais são importantes – diz Alex, porque não adianta  só a teoria. Tivemos outro dia uma aula sobre a produção de trigo e foi muito interessante porque essa cultura está começando a entrar com muita força por aqui e é uma boa alternativa”. 

Como um grande percentual de alunos, Alex já tem formação superior. É engenheiro agrônomo e trabalha em uma empresa de planejamento e assistência técnica rural. Porém, decidiu fazer o curso técnico do SENAR em busca de novas oportunidades. “Esse curso tem uma abrangência maior, porque não envolve apenas os conteúdos sobre produção, mas abrange também conhecimentos de logística, administração, comercialização de produtos agrícolas. Está tudo incluído em um só curso. E, aqui em nossa região, onde o agronegócio é muito forte, ele é único”.

Marluce também tem formação superior, é pedagoga. Mas, diferente de Alex,  que procura enriquecer seus conhecimentos na área em que já atua, ela quer abrir as portas de um  mercado com que sempre sonhou. E está dando certo. “Sempre me interessei pelo agronegócio. Mas aqui em Cristópolis, onde moro, não existem cursos no setor e eu não poderia frequentar um curso regular em outro município. Então, eu vi no curso do SENAR a oportunidade que esperava pra mudar de profissão. E agora até já recebi propostas de trabalho de algumas empresas agrícolas, mas vou esperar terminar o curso. Estou vendo que ele vai mudar a minha vida”.

A seleção para o Curso Técnico em Agronegócio do SENAR é feita por meio de provas de Matemática, Português e uma Redação. São provas individuais, aplicadas no polo onde o candidato pretende uma vaga. O polo deve ser indicado no ato da inscrição e só pode ser alterado até 48 horas antes do exame. No ato da inscrição também deve ser agendado o dia e horário das  provas, que começam no próximo dia 8 e vão até o dia 29.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink