Nova proposta sobre Lei de Sanidade Vegetal é encaminhada para a Casa Civil

Agronegócio

Nova proposta sobre Lei de Sanidade Vegetal é encaminhada para a Casa Civil

A nova legislação visa à proteção do território nacional contra a entrada e dispersão de pragas vegetais.
Por:
907 acessos

O texto com a nova proposta de Lei de Sanidade Vegetal, que integra as medidas do Plano Agro+, foi encaminhado para a Casa Civil da Presidência da República. A nova legislação visa à proteção do território nacional contra a entrada e dispersão de pragas vegetais.

O Plano Agro+ foi lançado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O pacote de medidas e ações tem como estimativa registrar ganhos de R$ 1 bilhão ao ano no agronegócio com a desburocratização do Ministério.

O novo texto foi elaborado por técnicos do Ministério da Agricultura, com base em sugestões apresentadas pelos órgãos estaduais de sanidade vegetal.

O texto, de acordo com o Ministério, visa atualizar, modernizar e alinhas métodos e procedimentos operacionais de defesa das lavouras com os demais países, também.

“O Mapa identificou a necessidade de modernização das normas, porque o regulamento vigente foi elaborado em 1934, quando o país era importador de alimentos. Hoje, o Brasil é um dos grandes exportadores mundiais desses produtos", explica o diretor do Departamento de Sanidade Vegetal do Mapa, Marcus Coelho.

O Plano tem dois eixos que serão trabalhados por meio de medidas de curto, médio e longo prazos: Modernização e Desburocratização e o Marco Regulatório do Plano de Defesa Agropecuária.

Das 315 demandas apresentadas pelo setor produtivo brasileiro, como o Agro Olhar já comentou, 69 medidas destinadas a modernizar e desburocratizar normas e processos do Ministério da Agricultura estão sendo implementadas imediatamente. Dentro destas 69 medidas está o fim da reinspeção em portos e carregamentos vindos de unidades com Serviço de Inspeção Federal (SIF); lançamento do sistema de rótulos e produtos de origem animal; alteração da temperatura de congelamento da carne suína (-18ºC para -12ºC); revisão de regras de certificação fitossanitárias e aceite de laudos digitais também em espanhol e inglês.

Conforme o Ministério da Agricultura, dentro da proposta da nova Lei de Sanidade Vegetal está prevista a criação de um Sistema Brasileiro de Sanidade Vegetal, que deverá ser formado pelo Governo Federal, pelos estados e municípios, com responsabilidades definidas e voltadas à manutenção da sanidade.

Além disso, o texto prevê ainda o estabelecimento de Conselhos de Sanidade Vegetal para assessorar os governos federal e estaduais no estabelecimento de políticas públicas e prioridades.

Outro ponto trabalhado é quanto a regras e procedimentos para importação e exportação de vegetais, alinhadas à Convenção Internacional de Proteção de Vegetais (CIPV).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink