Nova rede de agroveterinárias será lançada no Rio Grande do Sul

Agronegócio

Nova rede de agroveterinárias será lançada no Rio Grande do Sul

Dez empresas do setor de agropecuárias se unem para inovar, oferecendo diversidade e excelência nos produtos e serviços
Por:
1749 acessos
Mais uma rede associativa chega ao mercado gaúcho. No dia 9 de dezembro, a Rede TrateBem, rede de empresas agroveterinárias, será apresentada ao mercado. O evento acontece no Auditório do prédio 4 da Faculdade Porto-Alegrense (Fapa), às 20h.

A Rede TrateBem reúne 10 empresas especializadas em produtos e serviços para o setor de agropecuária, que atuam nas cidades de Porto Alegre, Viamão, Canoas, Gravataí e Alvorada. O grupo é integrado por lojas do varejo de produtos agropecuários e veterinários, bem como floriculturas e pet shops, agregando serviços de atendimento veterinário e estética animal. Ao integrar as suas atividades, a rede pretende ampliar suas negociações com fornecedores de produtos - entre eles, rações para cães e gatos e alimentos para as demais espécies -, e equipamentos, além de capacitar seus colaboradores e de realizar estratégias e ações de marketing compartilhado.

A união dessas empresas em rede, sob uma única marca, vai lhes proporcionar melhores condições para enfrentar a concorrência. Entre os benefícios obtidos pelos integrantes da rede, está a troca de informações, a qualificação profissional e a resolução de problemas comuns.

Essas empresas estão de olho em um mercado que se mostra promissor: de acordo com dados da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos para Animais de Estimação (Anfalpet), existem no Brasil 84,04 milhões de animais de estimação, envolvendo cães, gatos, pássaros, peixes, cavalos, entre outros. A expectativa da Anfalpet é de um crescimento entre 3% e 4% em 2010. O ramo de casas especializadas gera 220 mil empregos diretos no território brasileiro. Em termos mundiais, esse mercado movimenta US$ 73 bilhões (R$ 135,7 bilhões). É um mercado promissor que está em quase 70% dos lares brasileiros das classes A , B e C.

A Rede TrateBem teve sua origem no programa Redes de Cooperação, do Governo do Estado. Embora não tenha sido renovado o convênio por parte do Governo do estado com as instituições de ensino superior, o desenvolvimento dessa nova rede teve sua continuidade garantida pelo esforço conjunto dos empresários associados, do consultor Sergio Paludo e da Fapa, que se determinaram a lançar a rede TrateBem ainda em 2010. De acordo com o presidente da rede, senhor Valdoyr Montes Dioca, “o consultor e a Faculdade se dedicaram muito para que conseguíssemos concluir nosso projeto ainda esse ano, sem aguardar pela renovação do convênio com o programa Redes de Cooperação”.

As informações são da assessoria de imprensa da Rede Tratebem.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink