Nova tecnologia acelera melhoramento com CRISPR
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

GENÉTICA DE PLANTAS

Nova tecnologia acelera melhoramento com CRISPR

Estudo foi feito nos EUA e testado na Inglaterra
Por: -Leonardo Gottems
1912 acessos

Os pesquisadores sabem como fazer mudanças genéticas precisas nos genomas das plantações, mas as células transformadas frequentemente se recusam a se transformar em plantas, mas uma equipe internacional desenvolveu uma nova solução. 

O laboratório Dubcovsky da UC Davis na Califórnia, EUA, desenvolveu uma nova ferramenta que ajuda a facilitar esse processo persuadindo as células transformadas, incluindo aquelas modificadas com o sistema de edição de genes CRISPR-Cas9, para regenerar novas plantas. Esta nova metodologia, relatada na Nature Biotechnology, mostra que a tecnologia, desenvolvida em trigo e testada em outras safras, melhora significativamente as taxas de sucesso de transformação. 

Sobre a tecnologia em si, o Dr. Dubcovsky, geneticista de plantas da UC Davis diz que “o problema é que transformar uma planta ainda é uma arte”. A taxa de sucesso das transformações costuma ser baixa - dependendo da cultura que está sendo modificada, 100 tentativas podem render apenas um punhado de brotos verdes que podem se transformar em plantas adultas. O resto não consegue produzir novas plantas e morre. 

O sistema usa dois genes que controlam o desenvolvimento em muitas plantas, para aumentar a formação de brotos em trigo, arroz, citros e outras culturas modificadas. A tecnologia foi testada em trigo no John Innes Center, na Inglaterra, na plataforma Crop Transformation antes da publicação do trabalho. A Dra. Sadiye Hayta testou a nova proteína quimérica e relatou excelentes resultados. 

“Eu vi um aumento dramático na eficiência de transformação, de 33% para 77,5% no cultivo de trigo Fielder. Essa tecnologia abre a porta para transformações eficientes de uma ampla gama de variedades de trigo”, completa. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink