Novacki: por interesses econômicos, nos apontam o dedo
CI
Comércio internacional

Novacki: por interesses econômicos, nos apontam o dedo

Na inauguração do Sindicato Rural de Fernandopolis (SP), ministro interino diz que natureza do embargo da carne de frango pela UE é comercial
Por:

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, inaugurou nesta segunda-feira (21) a nova sede do Sindicato Rural do município de Fernandopolis (SP). Ele destacou a importância do agronegócio para a economia do país e disse que o ministro Blairo Maggi tem feito a defesa intransigente do setor nos países em que está visitando nos últimos dias, Turquia, China e França.

“Nós não podemos aceitar é que, simplesmente por interesses econômicos [os outros países] nos apontem o dedo de forma injusta. É isso que nós estamos enfrentando agora com a União Europeia”, declarou o ministro interino referindo-se ao embargo a carne de frango brasileira iniciada no último dia 15.

Novacki disse que o Ministério da Agricultura defenderá o setor produtivo brasileiro e que está disposto a “ir até as últimas consequências” para garantir o direito dos produtores. “Tudo que está sendo feito em relação ao Brasil lá fora nós vamos colocar publicamente de modo muito franco, objetivo e direto, como nunca foi feito antes”, advertiu. Para o ministro interino, não há outra forma de fazer gestão de um ministério responsável por regular um setor tão importante para a economia nacional do que sendo transparente e objetivo.

Ainda, durante a inauguração do Sindicato Rural de Fernandopolis, o ministro interino destacou a importância para o Brasil do certificado de país livre da febre aftosa com vacinação, que será entregue oficialmente pela OIE (Organização Mundial da Saúde Animal) na próxima quinta-feira (24) em cerimônia realizada em Paris.

Novacki disse que essa conquista é um “mérito de todos os produtores rurais brasileiros”. Ele lembrou que foi um trabalho de décadas que envolveu o Ministério da Agricultura e o setor privado para combater a disseminação da doença. Na avaliação do ministro interino, essa conquista junto a OIE é prova de que a produção brasileira é de qualidade e a carne pode ser consumida com segurança.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink