Novas exigências para produção do leite são discutidas em MG
CI
Agronegócio

Novas exigências para produção do leite são discutidas em MG

A implementação do Sistema Mineiro de Qualidade do Leite será o ponto central do Workshop que apresentará tecnologias especiais do setor
Por:
A implementação do Sistema Mineiro de Qualidade do Leite será o ponto central do Workshop que apresentará tecnologias especiais do setor

Anunciada no segundo semestre deste ano, a prorrogação das novas exigências sanitárias para a produção de leite, estabelecidas pela Instrução Normativa 51 (IN51/2002), tem alcançado grande repercussão em toda cadeia de produção. As dúvidas e especulações sobre a interferência dessa readequação produtiva estão sendo discutidas em vários âmbitos da sociedade e giram em torno, não só do leite, mas principalmente de seus derivados. Com o objetivo de esclarecer estas informações e conscientizar os produtores sobre a importância desse projeto, o Sindicato das Indústrias de Laticínios de Minas Gerais (Silemg) e o Polo de Excelência de Leite e Derivados promovem, nesta quinta-feira (15-12), o Workshop sobre Inovação Tecnológica em Leite e Derivados.

O evento será dividido em três etapas e apresentará as ações coordenadas pelo Polo do Leite dando ênfase aos resultados do Sistema Mineiro de Qualidade do Leite (SMQL), programa em fase de implantação em Minas Gerais e que visa fomentar a melhoria da qualidade dos produtos lácteos. “Desenvolvemos este evento com o intuito de capacitar os produtores e mostrá-los que adequações simples na forma de produção trarão importantes resultados para toda cadeia produtiva”, garante o Gerente Executivo do Polo do Leite, Geraldo Alvim Dusi, que espera potencializar a adesão do projeto nos próximos meses.

A preocupação com a qualidade na produção do leite é um assunto frequente em Minas, que conta com o apoio e o estímulo das iniciativas públicas e privadas. “Minas Gerais possui a maior bacia leiteira do Brasil e nossos produtos são reconhecidos mundialmente por sua qualidade e história”, afirma Celso Moreira, diretor executivo do Silemg, que aponta o fator cultural como uma maneira de agregar valor aos laticínios mineiros. Para Moreira, o diálogo constante entre Governo Estadual e Indústria tem contribuído de maneira relevante para o desenvolvimento do setor e as novas exigências na produção do leite chegam para confirmar isso. “Várias medidas políticas foram tomadas nos últimos anos para estruturar um mercado sólido no Estado. A cadeia produtiva do leite ganhou um programa permanente de debate e desenvolvimento, o Fórum do Leite, e ações pontuais, como este Workshop, que pretendem trazer segurança para os produtores e para o consumidor final”.

O engajamento das indústrias nesse processo de potencialização da qualidade do leite é fundamental. Por isso, durante o Workshop cinco indústrias apresentarão seus cases sobre a implementação do SMQL, entre eles, o Diretor do Laticínios MB, Bernardo Bahia. Com quase 40 anos de mercado, a Laticínios MB é especializada em produção de queijo de média maturação, que exige uma matéria prima de qualidade. Segundo Bernardo Bahia, atualmente, 85% de sua equipe de produção, que conta com 650 produtores, já recebeu o treinamento necessário para atender as normas do Sistema Mineiro de Qualidade e os benefícios dessa adequação começam a ser identificados no dia-a-dia. “A melhoria da qualidade do leite vinda dos produtores e, consequentemente, do nosso produto final já está aparente, pois percebemos uma diminuição no número de reclamações e devoluções”, afirma Bahia que destaca a importância desse Sistema para a produção de um produto mais seguro. O diretor do Laticínios MB ressaltou ainda, que para alcançar um resultado em grandes proporções é necessário o envolvimento de todos os membros da cadeia produtiva no projeto. “A prática do SMQL é simples, porém, no nosso laticínio, ela precisou ser sustentada por um programa de estímulo baseado na qualidade, que bonifica ou penaliza financeiramente o produtor”, destaca Bernardo Bahia, que designou uma equipe especial para o acompanhamento e orientação dos produtores.
 
O Workshop sobre Inovação Tecnológica em Leite e Derivados contará ainda com a exposição de pôsteres e produtos especializados, que podem ser utilizados na implementação do Sistema Mineiro de Qualidade do Leite. “Preparamos um evento completo onde os convidados poderão compreender as vantagens da adesão ao SMQL e conhecer os equipamentos e investimentos necessários para a regulamentação da produção”, completa o diretor executivo do Silemg, Celso Moreira, que espera cerca de 100 pessoas no Workshop desta quinta-feira. O evento acontece na Fiemg a partir das 14h.

Serviço

Evento: Workshop sobre Inovação Tecnológica em Leite e Derivados
Local: FIEMG – Av. do Contorno, 4456, 4º andar, bairro Funcionários. Belo Horizonte – Minas Gerais
Horário: a partir das 14h
Informações: Silemg – (31) 3223-1421 silemg@silemg.com.br
Polo de Excelência do Leite – (32) 3311-7513 polodoleite@gmail.com

Programação:

Fase I14h – Boas-vindas - Guilherme Olinto A. L. Resende - Presidente do SILEMG
14h15 – Abertura – Elmiro Nascimento – Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento
14h30 - Estágio atual do Projeto Sistema Mineiro de Qualidade do Leite (SMQL) - Abel Leocádio Fernandes - Consultor do Polo do Leite
14h45 - Resultados do Programa de Qualidade da DPA - Athaíde Silva – Representante da DPA
15h - SMQL implantado no Laticínios MB, Lima Duarte - Bernardo Bahia –
Diretor do Laticínio MB
15h15 - SMQL implantado no Laticínio Alzira, Argirita - Mario Cesar –
Diretor do Laticínio Alzira
15h30 - SMQL implantado no Laticínio São Vicente, São Vicente - Paulo Gribel –
Diretor do Laticínio São Vicente
15h45 - SMQL implantado no Laticínio YEMA, Andrelândia – Luciano Pires de Campos – Gerente de Campo
Fase II16h - Estimativas de impactos socioeconômicos de alguns projetos apoiados
Pelo Polo do Leite - João Cesar Resende –Embrapa Gado de Leite
16h50 – Pré-projetos enviados a SECTES para 2011/2012 - Geraldo Alvim Dusi –
Gerente Executivo do Polo do Leite
Fase III17h - Café com apresentação de pôsteres pelos autores e pequena mostra de produtos, processos e/ou equipamentos de inovação tecnológica, no Hall do Prédio da FIEMG.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.