Novas regras de produção de leite preocupam pequenos produtores

Leite

Novas regras de produção de leite preocupam pequenos produtores

Normativas estabelecem critérios de qualidade para o setor lácteo
Por: -Eliza Maliszewski
276 acessos

Entram em vigor no dia 30 de maio duas novas normativas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em relação a produção e industrialização de leite. A Instrução Normativa (IN) 76 trata das características e da qualidade do produto na indústria. Na IN 77, são definidos critérios para obtenção de leite de qualidade e seguro ao consumidor e que englobam desde a organização da propriedade, suas instalações e equipamentos, até a formação e capacitação dos responsáveis pelas tarefas cotidianas, o controle sistemático de mastites, da brucelose e da tuberculose.

Segundo o Mapa, em relação à identidade e qualidade, foi mantida a contagem bacteriana máxima de 300 mil unidades por ml e 500 mil células somáticas por ml no caso do leite cru refrigerado. O produto não deve apresentar substâncias estranhas à sua composição, como agentes inibidores do crescimento microbiano, neutralizantes da acidez nem resíduos de produtos de uso veterinário.

A Associação das Pequenas Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul (Apil/RS) teme que pequenos produtores e indústrias sejam penalizados e defende mais discussões sobre o assunto e que o governo dê contrapartidas de infraestrutura e logística, já que as condições de transporte prejudicam o desempenho de qualidade do leite, além das condições da energia elétrica em áreas rurais.

O presidente da entidade, Wlademir Dall'Bosco, defende que o avanço da legislação é positivo quando se leva em consideração a qualidade do produto mas que muitos não vão conseguir se adequar a tempo. “O que estamos vendo é que a responsabilidade será transferida para a indústria de leite. Hoje nós temos 50% dos produtores que ainda não estão conseguindo produzir o leite dentro deste padrão. Muitos não terão tempo hábil para realizar investimento, especialmente os pequenos. Será um processo de seleção, onde vai sair o pequeno produtor que não tem muita estrutura. Vamos ter um problema social, não há dúvidas que este produtor será excluído”, esclarece.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink