Novas sementes da Embrapa elevam produção em 148%
CI
Agronegócio

Novas sementes da Embrapa elevam produção em 148%

Por:

As cultivares produzidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e as obtidas em parceria ocuparam 44% da área plantada no país, nas últimas cinco safras de algodão, trigo, arroz, milho, soja e feijão. O dado, que ressalta a importância da pesquisa para os bons resultados da agropecuária brasileira, foi divulgado ontem (28-04) durante solenidade de comemoração dos 31 anos da Embrapa, com a presença do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues.

De acordo com o "Balanço Social 2003", lançado durante o evento, a introdução de novas variedades de sementes contribuiu decisivamente para que, entre 1975, dois anos após a criação da empresa, e 2001, a produção brasileira dos cinco principais grãos (trigo, arroz, milho, soja e feijão) crescesse 148%, com aumento de 34% na área plantada e alta de 84% na produtividade.

A publicação mostra ainda que, só no caso da soja, carro-chefe da produção nacional, a estatal responde pelas variedades produzidas em metade da área de cultivo. Na safra atual, foram plantados 21,069 milhões de hectares com soja. As cultivares da Embrapa respondem, ainda, por 41% da área plantada com arroz inundado, 80% com arroz de terra alta, 45% com feijão e 46% com trigo.

Estima-se que em 2003 os impactos econômicos gerados por cultivares da estatal somaram R$ 5,5 bilhões. Só no ano passado foram licenciadas 463 mil toneladas de sementes, um aumento de 71,4% em relação ao ano anterior. Isso significou um incremento de 25% nos contratos e a arrecadação de 13,8% a mais de royalties da iniciativa privada.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink