Novas tecnologias devem reduzir custos na lavoura, mantendo produtividade

Agronegócio

Novas tecnologias devem reduzir custos na lavoura, mantendo produtividade

Sementes de soja CD ganham nova ferramenta para as próximas safras
Por: -Marianna
3624 acessos
Sementes de soja CD ganham nova ferramenta para as próximas safras: INTACTA RR2 PRO™

Durante o Show Rural Coopavel 2011, a Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola – Coodetec apresentou diversas novidades em milho e soja. Entre as tecnologias destacadas está a INTACTA RR2 PRO™, que promete revolucionar as lavouras de soja de todo o Brasil. A novidade foi demonstrada pela Coodetec no estande da Monsanto, que está desenvolvendo a tecnologia.

A INTACTA RR2 PRO™ reúne três soluções em um só produto: produtividade, proteção contra as principais pragas e tolerância ao glifosato. As sementes de soja CD, com essa tecnologia, devem ser lançadas no mercado na safra 2012/2013. Um dos responsáveis pela área de desenvolvimento de mercado da Coodetec, Leandro Melo, afirma que a Cooperativa está sempre preocupada em atender os pedidos e necessidades dos agricultores, por isso, está junto com a Monsanto no lançamento da nova tecnologia. “O sojicultor que optar pelas sementes CD com a tecnologia INTACTA RR2 PRO™ terá rentabilidade, maior produtividade e mais segurança. Além disso, estará causando menos prejuízos ao meio ambiente.”

A nova tecnologia dispensa a aplicação de inseticida para as principais lagartas da cultura da soja, por isso, ao reduzir o uso destes produtos químicos, ajuda a preservar os recursos naturais, ao mesmo tempo que melhora a qualidade de vida dos agricultores.

Milho Bt

A Coodetec também busca renovação do portfólio de milho e, para isso, investe em novas tecnologias e pesquisa. “Somente em 2010 foram aprovados sete novos híbridos para diferentes ambientes de safra e safrinha. Estes materiais já estarão disponíveis em volumes comerciais em 2011 e 2012, com tecnologia Bt.”

O objetivo da Coodetec é auxiliar o produtor, disponibilizando as melhores sementes. “As pesquisas continuam, para que, em um futuro próximo, tenhamos cultivares e híbridos que mantenham e até aumentem a produtividade, ao mesmo tempo que reduzem os custos na lavoura. Também estamos preocupados com o meio ambiente, por isso, a pesquisa busca, sobretudo, a preservação”, explicou Carraro.

As informações são da assessoria de imprensa da Coodetec.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink