Mandioquinha

Novas variedades e mais tecnologia dobram a produtividade de mandioquinha

Com mais de 700 agricultores envolvidos, o município de Agudos do Sul é um dos maiores produtores do Paraná
Por:
67 acessos

Agudos do Sul é um dos maiores produtores de batata salsa, mandioquinha ou batata baroa do Paraná. De acordo com a Emater-PR, mais de 700 agricultores estão envolvidos com a atividade no município, a maioria pequenos produtores familiares. Há dois anos a Extensão Rural acompanha os agricultores e, com a Embrapa, vem dando novo fôlego para o cultivo. Novas variedades e mais tecnologia praticamente dobraram a produtividade das lavouras.

O cultivo de mandioquinha atingiu o auge em Agudos do Sul na década de 90, quando quase 1.000 agricultores plantavam o tubérculo. Naquela época, o município chegou a ser um centro de distribuição de mudas para várias regiões do Sul do país. Nos anos seguintes a cultura entrou em decadência, chegando a praticamente desaparecer na maioria das propriedades. 

Novas cultivares

Em 2015, os técnicos do Instituto Emater realizaram uma oficina com os produtores, em conjunto com a Embrapa. Foi um dos trabalhos executados durante a Chamada Pública de Diversificação e Alternativas de Renda para a pequena propriedade rural. Os técnicos apresentaram novas cultivares de batata salsa e, especialmente, cuidados com o solo e adubação.  A partir daí o plantio de mandioquinha foi retomado e os agricultores adquiriram cultivares diretamente da Embrapa. Os técnicos também mobilizaram os agricultores em encontros técnicos realizados na região para difundir novas tecnologias para o cultivo da batata salsa, informou a Emater-PR em comunicado. 

Produção de mandioquinha

Com mais conhecimento e assistência técnica, os produtores mudaram os padrões de produção. Anteriormente eles produziam, em média, 9.600 quilos por hectare, muito atrás dos 21.600 quilos por hectare atuais. Hoje há propriedades que obtêm uma produtividade de 40.000 quilos por hectare. A batata salsa se adapta muito bem às condições do município, onde predominam pequenas áreas e mão de obra familiar. Além de Agudos do Sul, outros cinco municípios concentram a produção de mandioquinha na região Sul: Piên, Mandirituba, Quitandinha, Rio Negro e Tijucas do Sul. Nesses municípios, 1.500 agricultores estão na atividade e cultivam 3.000 hectares. A produção é destinada quase às Ceasas de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink